Coluna

Luiz do Carmo pode se aliar a Marconi em busca da reeleição

Publicado por: Felipe Cardoso | Postado em: 16 de junho de 2022

O senador Luiz Carlos do Carmo ainda tem como principal desafio a conquista de um ninho. O político, eleito sob as asas de Ronaldo Caiado nas eleições de 2014, só ganhou musculatura depois que o titular deixou a cadeira ao sair vitorioso da disputa pelo governo goiano. Diferentemente do que imaginava, chegada a hora de brigar pela permanência, Carmo não tem o apoio de seu antigo parceiro. Reza a lenda que o governador havia firmado o compromisso de apoiar seu suplente na disputa. Contudo, o cenário se mostra bem aquém do esperado. Há quem diga que a busca incessante do senador por espaço pode colocá-lo, inclusive, ao lado do principal adversário de Caiado: o tucano Marconi Perillo. “Estão tentando uma composição”, assegura uma fonte. A possível aproximação se deve, em partes, pela insatisfação de uma ala da Assembleia de Deus com Caiado que “rifou” a vaga de senador em sua chapa. Carmo, ao comentar seu destino político ainda em fevereiro deste ano, já se mostrava aberto às diferentes possibilidades. Disse, durante passagem pela Câmara de Goiânia, simplesmente, que gostaria de estar em um lugar “que o queira”. Se for a vontade do ex-governador, que ficou mais isolado depois da composição Campos/Mendanha, por que não? A assessoria do político nega as movimentações.

Por falar em Senado

O embarque de João Campos (Republicanos) na pré-campanha de Gustavo Mendanha (Patriota) tem duas avaliações: a primeira é que, enfim, Campos ganhou vaga em uma chapa na disputa. A segunda, é que Mendanha ganha os preciosos tempos de Rádio e TV, além, é claro, da tão almejada verba do partido. Para quem não tinha quase nada, é um bom prêmio.

Acontece que…

João Campo sempre foi um político de votos fragmentados, sem uma massa orgânica no segmento. Sem a Assembleia de Deus, leva pouco eleitores e terá que gastar muito solado nas andanças pelo estado em busca de merecimento ao diploma de senador.

Mais forte

No meio político, pelo menos, Campos pôde demonstrar sua força. Isso porquê o senatoriável venceu a queda de braço com Rogério Cruz, que queria o partido na base caiadista. Mas foi por pouco.

Contra o relógio

Os apoios de Rogério Cruz e Jeferson Rodrigues ao governador Ronaldo Caiado viriam junto com uma articulação para derrubar Campos da presidência estadual do partido. Mendanha teria conversado em São Paulo – o que ele nega – para resolver a questão. Nos bastidores do alto escalão, o comentário é de que ex-prefeito de Aparecida teria cancelado uma agenda em cima da hora para tratar do assunto.

1+1

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), prestou contas à sociedade na tarde da última quarta-feira. Na tribuna da Câmara Municipal de Goiânia, o gestor anunciou redução de 6,75% nas despesas de custeio e manutenção do município.

Curta

Prefeita de Porangatu, Vanuza Valadares perdeu o comando do Podemos no município, mas imediatamente o deputado federal José Nelto (Progressistas) a convidou para a legenda.

Compartilhe: