Sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Coluna

Lula e Caiado citam desafios mas garantem futuro de conquistas

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 02 de janeiro de 2023

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) subiu a rampa e é empossado pela terceira vez presidente da República, assim, contrariam os prognósticos de bolsonaristas que inundavam as redes sócias com o bordão, “ele não sobe a rampa”. Não só subiu como denunciou o “desmonte do estado”, como já havia antecipado o seu vice, Geraldo Alckmin. “Desmontaram a Educação, a Cultura, a Ciência e Tecnologia. “Destruíram a proteção ao Meio Ambiente. Não deixaram recursos para a merenda escolar, a vacinação, a segurança pública, a proteção às florestas e a assistência social”. Lula garante que vai manter diálogo com os 27 governadores, “Vamos definir prioridades para retomar obras irresponsavelmente paralisadas que são mais de 14 mil no país. Vamos retomar o Minha Casa, Minha Vida e estruturar um novo PAC para gerar empregos na velocidade que o Brasil quer e necessita”. Por sua vez, o governador de Goiás – reeleito em primeiro turno –, também fez um balanço dos desafios enfrentados, enfatizando o combate à corrupção e os avanços do primeiro mandato. Caiado foi mais além e fez um balanço do descalabro administrativo e financeiro em que encontrou o estado. “Nunca imaginei que seria fácil. Encontramos um estado colapsado, envolvido em corrupção, escândalos de toda ordem somados às dificuldades com a Covid”. O governador defende que um dos pilares que vai avançar nos quatro próximos anos, será as parcerias. “Manteremos um diálogo de cooperação republicana com as 246 prefeituras e com o Governo Federal. Nosso governo é o goiano em primeiro lugar”.

Resposta a Gomide

No seu discurso, entrecortado com fala de improviso e o escrito, Caiado respondeu às críticas do deputado Antônio Gomide, do PT, e falou em nome das oposições. Ele também aproveitou para sugerir a Gomide que, se o PT quiser acabar mesmo com a pobreza, venha ver os programas de inclusão social de Goiás, como o Mães de Goiás, Aluguel Social entre outros.

Continua após a publicidade

Obrigado Lissauer

Caiado fez um agradecimento público aos deputados da base que votaram os projetos do governo, em especial ao presidente da Alego, Lissauer Vieira (PSD).

Daniel secretário

A percepção de alguns deputados ouvidos pela Xadrez é que Ronaldo Caiado deve indicar o vice, Daniel Vilela (MDB) para compor a equipe. Avaliam que a lógica é ter um candidato natural a sucedê-lo, mais comprometido com a gestão e evitar que, caso haja uma mudança de rota no futuro, não vire adversário no palanque de 2026.

Bruno é o cara!

A realidade política a partir da divisão em que se encontra o país, impõe um legislativo mais forte e independente. Praticamente eleito por antecipação para presidir a Mesa Diretora da Alego, mostra que os deputados goianos vão ter um protagonismo maior na aprovação de projetos do governo. Bruno Peixoto não é Barack Obama, mas é o cara!

Emendas Baldy

Mesmo sem exercer mandato no Congresso, o ex-ministro das Cidades, Alexandre Baldy (Progressistas) destinou quase R$ 40 milhões para cidades do Entorno de Brasília, onde ele foi o mais votado para o Senado. Cidades como Novo Gama, Águas Lindas e Cidade Ocidental foram beneficiadas cada, com R$ 5 milhões para asfalto.