Coluna

Projeto propõe redução de 30% em cobrança do Ipasgo

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 14 de abril de 2020

Diante da suspensão
de exames e consultas pelo plano de saúde Ipasgo, servidores têm intensificado
reclamações por conta da manutenção de cobrança inalterada dos valores direto
no contracheque. O Instituto e o governo estado têm desconhecido a questão e,
diante disso, foi apresentado na Assembleia Legislativa projeto par reduzir a
contribuição. O texto, de autoria do deputado Eduardo Prado (sem partido),
prevê que as mensalidades dos associados, durante a pandemia do novo
coronavírus sejam reduzidas em 30%. Há servidores que pedem a retirada
completa, já que os serviços seguem paralisados. Para o deputado, a proposta
integraria conjunto de “ações coordenadas de enfrentamento à pandemia” com o
objetivo de “minimizar impactos do novo coronavírus em Goiás, em especial, aos
servidores públicos”. O texto ainda passa pela CCJ antes de duas votações em
plenário.

Agilidade

O delegado Eduardo
Prado pede urgência na apreciação do projeto na Casa. O deputado ainda
argumenta que o próprio estado elabora medidas de corte de gastos e por isso,
seria razoável reduzir também as cobranças.

Salário cortado

“O governo pretende
realizar cortes de 30% nos poderes, o que já prejudica a remuneração dos
servidores. O desconto apresentado é medida de justiça aos usuários e
dependentes do plano de saúde”, define o parlamentar.

Extensão

O Ipasgo prorrogou
para até o fim deste mês os prazos para recadastramento, apresentação de
licença médica e negociação de débitos de usuários do plano.

Hora certa

A Associação das
Empresas do Mercado Imobiliário do Estado de Goiás (Ademi-GO) recebeu com
otimismo o pacote de R$ 43 bilhões da Caixa para o setor.

Criação de empregos

“Em Goiás devemos
ter 80 mil pessoas empregadas na construção com este pacote, considerando a
grande cadeia de construção, que são materiais básicos: areia, cimento e brita”,
define o presidente, Roberto Elias.

Amplitude

A Associação ainda
aponta reforço a outros setores, como  empresas varejistas de
eletrodomésticos. A Caixa prevê construção de 530 unidades habitacionais, com
criação de 1,2 milhão de empregos diretos e indiretos.

Pagamento

O Ministério da Saúde repassou R$ 1,5 milhão referentes a emendas
parlamentares do deputado federal Glaustin da Fokus (PSC) a 11 municípios
goianos. As indicações foram feitas ainda em 2019, para cumprimento neste ano.

Destino

Os recursos estavam previstos desde o início do ano para
serem aplicados em serviços da rede pública, na atenção básica e na média e
alta complexidade, mas tiveram pagamento antecipado por conta da pandemia de
covid-19.

Curtas

– O líder bolsonarista na Câmara, Vitor Hugo, se responsabilizou
por rebater o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

– O eleito por Goiás definiu que “ninguém é insubstituível”
e que “cresce no governo a ideia” da demissão do ministro.

– A prefeitura de Aparecida de Goiânia confirmou o
cancelamento do evento cultural “Aparecida é Show” deste ano.

 

Compartilhe: