Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Rogério troca foco em obras por prestação de serviços

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 26 de abril de 2024

Em 6 de outubro ou mais precisamente, daqui a 160 dias, os cidadãos-eleitores de Goiânia vão escolher o prefeito e vereadores que vão estar à frente dos desafios da gestão. Dos seis concorrentes ao cargo, o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (SD) é o que mais desafios tem pela frente para se alcançar os três primeiros lugares nas pesquisas. O principal deles é convencer a população que merece mais quatro anos no cargo, mas para isso, precisa de uma comunicação eficiente, melhorar a prestação de serviços e neutralizar a onda negativa que tentam ‘colar’ nele como “mal gestor”. O primeiro passo para sair do ‘atoleiro politico’, foi dado ao contratar o marqueteiro, Paulo Moura, especialista em transformar “azarão” em vencedor. O exemplo foi eleger o governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa (Republicanos) logo no primeiro turno contra os prognósticos. Mas Rogério não fixa só marketing e começa a mudar a cara de Goiânia ao resolver o problema da coleta de lixo e voltar a embelezar os canteiros das principais avenidas da Capital com jardinagem. O goianiense quer, acima de tudo, ver sua cidade bem cuidada, sem contar que, pesquisas qualitativas, mostram que a memória do eleitor na hora do voto, fixa nos acontecimentos mais recentes e pouco no passado. Estas são as principais ações de Rogério para pavimentar sua reeleição: trocar o foco em obras por prestação de serviços.

Comunicação digital no contraponto

Pelo perfil profissional do marqueteiro Paulo Moura, ele vai utilizar muito as plataformas digitais para popularizar os feitos da gestão de Rogério Cruz e fazer o contraponto às críticas. A tendência é ter formatos específicos para cada assunto com edições de vídeos curtos e até memes. Um dos maiores desafios de Rogério é a mudança de conceito em relação ao seu perfil: sai o Rogério “estrangeiro” e entra o prefeito “Gente nossa”.

Continua após a publicidade

Sem imposição
De acordo com o entorno de Vanderlan Cardoso PSD), ele não vai impor aos filiados da legenda que estão no governo, votarem nele ou ameaçar com represálias. “Vanderlan não trabalha com imposições, até porque fazemos uma campanha vitoriosa sem impor apoios de filiados”, disse uma fonte ligada ao pré-candidato a prefeito Vanderlan Cardoso.

Segundo turno

Essa estratégia de Vanderlan não pressionar filiados que estão no governo de Ronaldo Caiado, é uma estratégia que mira no segundo turno, pois dificilmente, Vanderlan vai vencer no primeiro e acredita que vai ser o vencedor. Nesses casos, vai precisar de aliados.

Feminicídio caiu
A significativa redução na taxa de feminicídio em Goiás nos últimos meses, foi comemorada pelo vereador Leandro Sena (SD), autor da lei que estabeleceu o Observatório do Feminicídio em Goiânia. “Fico feliz pela contribuição de alerta que permitiu um marco histórico: 100 dias sem feminicídios na Capital. Isso demonstra que nossos esforços estão fazendo a diferença”, disse ele à coluna.

IInteração ajudou

Leandro Sena enfatizou a importância da colaboração entre o poder público, organizações da sociedade civil e a comunidade em geral para enfrentar o problema do feminicídio de forma eficaz. “Esse esforço conjunto fortalece ainda mais as políticas de proteção às mulheres em Goiás e Goiânia”.