Cresce em 100% as multas por embriaguez nas rodovias

Postado em: 11-02-2016 às 00h00
Por: Redação
Operações de carnaval destacam insistência de motoristas em combinar álcool e direção

Jéssica Torres

A A combinação de álcool e direção foi um dos destaques no feriado de carnaval 2016. A  operação deflagrada pelo Detran-GO, em parceria com o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, flagrou 305 condutores dirigindo sob influência de bebidas alcoólicas. Desses, 299 foram multados pelo artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro, que se refere a dirigir sob a influência de álcool. Já em 2015, 149 pessoas foram autuadas. Número esse, que representa um aumento de mais de 100%.

Durante a operação realizada em 11 municípios, 4.186 pessoas foram abordadas. Dessas, 286 tiveram a CNH recolhida e 104 o veículo apreendido. Dos 3.032 testes do etilômetro realizados, seis foram presos por embriaguez (com índices acima de 0,34 miligrama de álcool por litro de ar. Já no ano passado, 34 motoristas haviam sido presos pelo mesmo motivo. As cidades onde ocorreram mais notificações por associação de álcool e direção foram Caldas Novas (80) e Goiânia (52).

Essa combinação de risco também foi flagrada com consequências graves nas  rodovias federais que cortam Goiás. O Inspetor, Newton Moraes, chefe do Núcleo de Comunicação Social da Polícia Rodoviária Federal (PRF), adianta que constataram muitos casos de pessoas embriagadas ao volante e também  casos de ultrapassarem a velocidade máxima permitida. “A quantidade de pessoas que comenteram as infrações nesse ano é assustador”, revela. “A polícia teve muito trabalho”, acrescenta.

O feriado foi marcado pelo aumento de vítimas fatais nas rodovias federais, no qual, seis pessoas foram a óbito. Número esse, três vezes maior que no ano passado, onde duas pessoas morreram. Entre elas, conforme o inspetor, em quase todas há indícios de influência do álcool.  E, até segunda-feira, 61 condutores foram autuados por embriaguez ao volante.

Outras infrações também recorrentes, encontradas durante o feriado de carnaval, segundo o inspetor, foram casos de motoristas e passageiros sem o cinto de segurança e por transporte de crianças sem cadeirinha. A operação terminou na noite de ontem, por isso a PRF ainda não divulgou o balanço final, até o fechamento da matéria.

Reduções

Já nas rodovias estaduais, o feriado acabou com saldo positivo, em comparação ao ano anterior. No total, segundo a assessoria de imprensa da Policia Rodoviária Estadual (PRE), duas pessoas morreram nas GOs. Já em 2015, foram registradas sete mortes. A PRE registrou ainda 33 acidentes com vítimas, e 27 sem vítimas. Já no ano passado, foram 46 e 26 acidentes respectivamente nas GOs.  Foram apreendidas durante os dias de folia 59 carteiras de habilitação e 95 veículos apreendidos. No total a polícia vistoriou 13. 301 veículos, desses 4.545 foram autuados.

Afogamento

Em relação às vítimas de afogamento durante o carnaval, o ano de 2016 também houve queda, de 38%. Durante o feriado foram notificadas cinco mortes. Em 2015, foram oito vítimas. O Corpo de Bombeiros ressalta que os óbitos por afogamento foram registrados em áreas que a corporação não estava presente.

O Corpo de Bombeiros destacou também que, a atuação em ações preventivas diretas realizadas pela corporação atingiram mais de 400 mil pessoas. Além disso, o trabalho realizado pelos órgãos da Segurança Pública também contribuí para a redução de mortes nesse ano.

 

Compartilhe: