Período chuvoso causa danos ao asfalto de Goiânia

Postado em: 16-02-2016 às 00h00
Por: Redação
Motoristas são obrigados a ter uma atenção dobrado para evitar acidentes; Seinfra aumenta o número de equipes de trabalho para amenizar o problema na capital

Flaviane barbosa (Especial para O hoje)

A qualidade do asfalto das ruas de Goiânia tem sido comprometida com o período de chuva do início deste ano. No último fim de semana, um pedaço do asfalto da Avenida T-15 foi levado pela enxurrada. Os motoristas que trafegam todos os dias pela capital têm presenciado com frequência buracos nas ruas de Goiânia. Uma delas é Rua C-4, no Jardim América.

A empresária Sebastiana Costa, proprietária de um restaurante localizado ao lado da C-4, conta que com a chuva, o buraco fica em uma situação pior a cada dia, o­brigando os motoristas a terem mais atenção ao passar no trecho para evitar futuros desgastes.

Jackson Dias lembra que no mês passado presenciou um pequeno acidente nas proximidades da Rua C-4, onde havia outro buraco. Um carro teve o pneu furado ao passar por ele. Segundo Jackson, funcionário do lava-jato próximo à rua danificada, o incidente atrapalhou o trânsito bem no horário de pico.

Os transtornos causados pelos buracos afetam também a economia dos motoristas. Davi Campos, taxista, afirma que durante os percursos que faz, vê vários buracos nas ruas da capital e não adianta mudar a rota, pois não se sabe se na segunda alternativa encontrará uma rua livre de buracos. Ele ressalta que nem sempre consegue desviar dos buracos e acaba tendo prejuízo com os danos causados ao seu veículo. Para ele, é preciso investir na qualidade do material utilizado no asfaltamento. “A causa do buraco é a má qualidade do asfalto”, acredita.

De acordo com a assessoria de comunicação da Seinfra, mais de 200 toneladas de massa asfáltica estão sendo aplicadas todos os dias e as equipes passaram de 10 para 20, para atender a demanda de tapa buraco que com o tempo de chuva é natural que aumente. A média é de 10 bairros atendidos diariamente.

Em locais mais afetados, a secretaria faz uma manutenção mais constante e quando há necessidade e se tem recursos, realiza o recapeamento. Tudo depende da quantidade e frequência de chuva, do tráfego de veículos e do tempo de uso de asfalto. 

A respeito da qualidade do asfalto, a assessoria afirma que já foram aprovados 100 milhões de dólares para o recapeamento de 100 bairros de Goiânia. A licitação está em andamento e a expectativa é que a execução comece em agosto. 

Compartilhe: