Polícia apresenta suspeito de matar policial em sanduicheria, em Goiânia

Postado em: 18-02-2016 às 12h27
Por: Redação
Em depoimento, Igor confessou a participação no crime. A policia informou que ainda não é possível afirmar se o tiro que atingiu o policial partiu da arma utilizada por ele

Larissa Angélica

Na manhã desta quinta-feira (18) a Polícia Civil (PC) apresentou o suspeito de matar o policial Oscar Charife Abrão Garcia, de 31 anos, no último dia 7 durante um assalto em uma sanduicheria no setor Marista, em Goiânia. 

Igor Henrique Meneses Barreto, de 20 anos, conhecido como Gabi, também é acusado de um assassinato que ocorreu no Jardim Novo Mundo, em Goiânia, em novembro de 2015.  

Em depoimento, Igor confessou a participação no crime. A policia informou que ainda não é possível afirmar se o tiro que atingiu o policial partiu da arma utilizada por ele. Isso só será esclarecido após os resultados dos exames de balística. 

De acordo com as investigações, o taxista Bruno Costa Campos, de 30 anos, também estaria envolvido no crime. O mandado de prisão temporária já foi expedido, mas ele permanece foragido. “Nós estivemos em alguns endereços dele e de familiares e de alguns conhecidos, mas ele ainda não foi localizado. Inclusive nós divulgamos as imagens dele nesse momento e quem tiver conhecimento do paradeiro dele pode fazer a ligação para o 197, que é o disque denúncia da Polícia Civil”, afirmou o coordenador GRL Deic, Klayter Camilo. 

Segundo o Igor, Bruno seria um dos donos de duas das três armas utilizadas pelos autores, uma pistola calibre 40 e um revólver calibre 38.

As investigações que envolveram várias delegacias sob a coordenação do grupo Grupo de Repressão a Latrocínio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GRL-DEIC) foram baseadas em imagens de câmeras de segurança da região e do pit dog. 

De acordo com a PC, Bruno e Igor serão indiciados pelos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) e de associação criminosa, além de corrupção de menores. Ambos podem pegar mais de 30 anos de prisão.

Relembre o caso

Oscar lanchava em um pit dog quando três homens armados chegaram ao estabelecimento e deram voz de assalto. O policial reagiu e foi baleado na cabeça. Mesmo ferido, conseguiu efetuar disparos que atingiram dois dos três assaltantes. Um deles morreu. 

Charife e um dos assaltante baleados foram encaminhados para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Mas, o policial não resistiu e morreu durante o atendimento. O outro assaltante baleado, um menor de 16 anos, continua hospitalizado em Senador Canedo e não corre risco de morte. 

Confira no vídeo abaixo o momento do assalto que vitimou o policial:

(Foto: Divulgação PC)

Compartilhe: