Número de moradores de rua é menor que o estimado

Postado em: 24-02-2016 às 12h21
Por: Redação
Atualmente são cerca de 351 pessoas em situação de rua. Estimativa anterior era de que esse público fosse formado por cerca de 900 pessoas

Deivid Souza

O “Censo e perfil da população em situação de rua na cidade de Goiânia” revelou que existem 351 pessoas em situação de rua. A estimativa anterior era de que esse público fosse formado por cerca de 900 pessoas. A pesquisa foi realizada pelo Núcleo de Estudos sobre Criminalidade e Violência (Necrivi) da Universidade Federal de Goiás (UFG) e divulgado pela Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) na manhã desta quarta-feira (24).

A diferença está relacionada ao fato de que, segundo a coordenação da pesquisa, nem todas as pessoas que trabalham na rua, e eventualmente até durmam nela, são consideradas em situação de rua, embora reconheça que também precisam de assistência. O que diferencia é o fato de elas terem casa. “Não é que houve uma diminuição, é que houve uma preocupação científica de a gente trabalhar com quem vive na rua”, explica a titular da Semas, Maristela Alencar.

A violência, principalmente por parte dos agentes de polícia também se destacaram em meio ao grande volume de dados apurados. Outro tópico interessante é a origem da população, 30% é de Goiás. Maranhão, São Paulo e Bahia são os estados de origem da maioria deste público.

Com os dados em mãos, o objetivo da Semas é trabalhar na elaboração de políticas públicas “sérias” que melhorem as condições de vida das pessoas em situação de rua.

(Foto: Arquivo O Hoje) 

Compartilhe: