Suspeito de homicídio que armou emboscada por Whatsapp é preso

Acusado matou pai de enteado com 11 tiros. Segundo a Polícia Civil, a ação foi motivada por ciúmes

Postado em: 01-09-2016 às 13h00
Por: Redação
Acusado matou pai de enteado com 11 tiros. Segundo a Polícia Civil, a ação foi motivada por ciúmes

Renato Estevão

Natha Alex de Lima, 25, foi preso pela Polícia Civil (PC), suspeito de matar Bruno Henrique, 32, com 11 tiros, no dia 17 de junho deste ano, no Setor Morada do Sol, região noroeste de Goiânia. Foram apreendidas duas armas de fogo com o suspeito.

Continua após a publicidade

Segundo investigações da PC, o que motivou o crime foram ciúmes. A vítima é ex-companheiro e pai do filho da esposa de Natha. O crime foi premeditado com o auxílio das redes sociais.‘’Ele (Natha) observou as mensagens entre a vítima (Bruno) e de sua mulher nas redes sociais e a partir daí, ele marcou um encontro se passando pela sua mulher no ‘WhatsApp’, conta o delegado Paulo Ribeiro, que investiga o caso.

Nos diálogos, Natha, se passando pela sua esposa, disse a Bruno que o encontro seria para ver o filho, no entanto, se tratava de uma emboscada para assassinar a vítima.

Doença

Segundo o delegado, Natha tem câncer de estômago. O suspeito fazia tratamento em um hospital de Ceres e ainda com uma bolsa sob tratamento da doença , foi preso no setor Morada do Sol.

Apesar da doença, para a polícia, o criminoso possui alto grau de perigosidade. Ele está preso preventivamente e irá responder criminalmente por três homicídios, duas tentativas de homicídios, dois portes ilegais de armas, dois roubos e está sendo investigado por outros crimes de pistolagem.

Foto: reprodução (PC)

Veja Também