Procon divulga empresas mais reclamadas em agosto

As quatro primeiras colocadas são todas empresas de telefonia celular novamente

Postado em: 12-09-2016 às 14h15
Por: Toni Nascimento
As quatro primeiras colocadas são todas empresas de telefonia celular novamente


Toni Nascimento
A relação das 50 empresas mais demandadas por consumidores junto ao Procon Goiás durante o mês de agosto está no site. Mas uma vez as quatro primeiras posições são ocupadas por todas as empresas de telefonia celular do país. A Claro é a operadora que segue no topo da lista.

Com o serviço, o Procon quer dar conhecimento ao consumidor goiano sobre as empresas que mais desrespeitam o Código de Defesa do Consumidor (CDC). As empresas mais reclamadas no mês de agosto foram:

1- CLARO
2- OI
3- VIVO
4- TIM
5- NOVO MUNDO
6- CAIXA
7- ASSURANT SEGURADORA DE ELETRONICOS
8- BRADESCARD CARTÕES
9- BANCO DO BRASIL
10- SKY

Continua após a publicidade

A lista é composta por duas tabelas: a primeira, denominada Ranking Atendimentos é composta por atendimentos preliminares, simples consultas, cartas de informação preliminares, solicitações de cálculos, fiscalizações, pré atendimentos de problemas que não são resolvidos pelo Procon e também as reclamações, ou seja, os atendimentos que se transformaram em processo e tramitam dentro do órgão de defesa do consumidor.

A segunda, Ranking Reclamações, é composta somente pelos processos administrativos instaurados, ou seja, pelas empresas que esgotaram todas as tratativas anteriores. No total do conglomerado Claro S/A é agregado os totais de telefonia móvel, TV por Assinatura (Net) e telefonia fixa. O mesmo vale para a Telefônica Brasil S/A, que incorporou a GVT.

Oportunidade para consumidores e empresas

O Procon quer também fazer com que os consumidores avaliem os riscos ao contratar uma determinada empresa. A partir dos dados, é possível levar ao conhecimento de todos quantos atendimentos, quantas reclamações e qual a representatividade disto na estatística do órgão. Por outro lado, as empresas têm a oportunidade de detectar os problemas mais comuns e rever a qualidade de seus serviços e produtos, para que sua credibilidade não seja afetada. 
(Com informações do Goiás Agora e foto da Prefeitura de Goiânia)

Veja Também