Sábado, 04 de fevereiro de 2023

PF cumpre mandatos em Itumbiara e 4 cidades por ataque hacker ao STF

Ataque hacker ao STF aconteceu em maio deste ano, quando houve uma tentativa de invasão ao sistema

Postado em: 08-06-2021 às 11h23
Por: Victoria Lacerda
De acordo com a polícia, as tentativas de invasão aos computadores da Corte ocorreram em maio deste ano. Até o momento, três pessoas foram presas | Foto: PF

A Polícia Federal (PF) cumpriu na manhã desta terça-feira (08/06) cinco mandados de busca e apreensão e três de prisões temporárias contra suspeitos de envolvimento em ataques cibernéticos ao Supremo Tribunal Federal (STF). A operação, chamada de “Leet”, foi deflagrada nos municípios de Itumbiara (GO), Bragança Paulista (SP) e nas cidades pernambucanas de Belém do São Francisco, Jaboatão dos Guararapes e Olinda. As detenções foram feitas em Pernambuco.

De acordo com a polícia, o ataque cibernético ao STF ocorreu em maio deste ano, quando houve uma tentativa de invasão ao sistema da Corte. A partir de então a PF passou a investigar o caso e durante as investigações foram identificados os endereços de onde teriam partido os ataques e das pessoas, que supostamente praticaram os crimes. 

Com essas medidas judiciais cumpridas, os investigados buscam identificar outros possíveis integrantes do grupo e as circunstâncias dos crimes praticados. Os suspeitos devem responder por crimes de invasão de dispositivo informático e associação criminosa. Se condenados, cada um pode pegar até cinco anos de prisão.

Continua após a publicidade

Operação ‘Leet’

O termo LEET, também conhecido como eleet ou leetspeak, é uma alternativa ao alfabeto inicialmente usado para o idioma inglês, empregado principalmente na internet. É utilizado várias combinações de caracteres ASCII para substituir letras do alfabeto latino e usado especialmente nas áreas de jogos on-line. Mas, atualmente, por hackers de computador.

Veja Também