Fim de semana é marcado por festas clandestinas em Goiânia e Aparecida

Ao todo, a fiscalização encerrou 4 festas clandestinas e interditou 2 estabelecimentos

Postado em: 12-07-2021 às 08h51
Por: Redação
Ao todo, a fiscalização encerrou 4 festas clandestinas e interditou 2 estabelecimentos | Foto: Reprodução

Dezesseis meses após o início da pandemia de Covid-19, as Prefeituras de Goiânia e Aparecida de Goiânia seguem com bastante trabalho com as denúncias de festas e eventos clandestinos. Segundo dados das Secretarias Municipais de Saúde, em Goiânia, já são 177.064 casos confirmados de Covid-19 e 5.535 óbitos. Já em Aparecida, são 73.686 casos confirmados e 1.442 óbitos em decorrência da doença.

Na Capital, em ação realizada na noite de sexta-feira (09) e madrugada de sábado (10), as equipes da Central de Fiscalização de Combate à Covid-19 receberam seis denúncias de aglomeração em bares, boates e espaços de eventos no Município, em desrespeito aos decretos estaduais e municipais que suspendem essas atividades em virtude da pandemia do coronavírus.

Das denúncias recebidas, cinco foram confirmadas, sendo duas de funcionamento de boates, estabelecimentos que estão proibidos na capital, um bar e uma distribuidora de bebidas, além de uma festa clandestina com mais de 300 pessoas no local. Os responsáveis pelos estabelecimentos comerciais fechados e autuados, bem como o responsável pela chácara onde acontecia a festa clandestina receberam multas que podem ultrapassar R$10 mil, dobrando em caso de reincidência.

Continua após a publicidade

Durante a ação, que seguiu durante o final de semana e contou com apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás, os auditores fiscais das Secretarias de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh) e Saúde (SMS) e da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA) encontraram mais de 100 pessoas, sobretudo jovens, desrespeitando a determinação de uso de máscaras de proteção. Destas, 29 foram identificadas e qualificadas pelos agentes da Guarda Civil Metropolitana de Goiânia (GCM), que dava apoio à ação, e serão autuadas e multadas pela Vigilância Sanitária Municipal no valor de R$110,00.

Aparecida

Em Aparecida de Goiânia, a força-tarefa formada por fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semma), Vigilância Sanitária, Regulação Urbana, Fazenda e Guarda Civil Municipal percorreu a noite de sábado (10), atendendo denúncias de moradores. Uma das ações encerrou uma festa clandestina que era realizada no campo de futebol do Jardim Dom Bosco, onde 350 pessoas participavam de um baile funk.

No local foram apreendidos 6 carros com som automotivo por perturbação do sossego e 44 pessoas foram multadas em R$ 111 cada ao serem flagradas sem uso de máscara e cinco motos com documentação irregular foram apreendidas e levadas para o pátio da Superintendência Municipal de Trânsito e Transporte de Aparecida de Goiânia (SMTA). Ao todo, a fiscalização encerrou 4 festas clandestinas na noite de sábado para domingo e interditou 2 estabelecimentos comerciais por falta de alvará, dos 48 vistoriados. Uma das festas era realizada em um espaço de eventos na Chácara São Pedro, onde 34 pessoas foram multadas por não uso de máscara e o local foi multado em R$ 3,4 mil. (Especial para O Hoje).

Veja Também