Prefeito de São Simão, preso por suspeita de pedofilia, fica em silêncio durante depoimento

Postado em: 30-07-2021 às 15h47
Por: Luan Monteiro
Número de vítimas subiu para sete após a prisão de Assis Peixoto; MP diz estar a disposição para ouvir possíveis vítimas | Foto: Reprodução

O prefeito de São Simão, Francisco Assis Peixoto (PSDB), preso na última quarta-feira (28/07) por suspeita de pedofilia, usou o direito de ficar em silêncio em seu depoimento ao Ministério Público de Goiás (MP-GO).

Assis foi preso pela Polícia Civil de Goiás (PC-GO), pela suspeita de crime contra a dignidade sexual de menor. Ele teria exibido e tocado em seu órgão sexual durante videochamada com um adolescente de 15 anos. Até o momento, seis pessoas denunciaram o prefeito.

O atual prefeito do município no interior goiano foi ouvido na sede do Centro Integrado de Investigação e Inteligência, em Goiânia, mas permaneceu em silêncio. Ele está preso no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

O MP ainda não confirmou o total de vítimas. A previsão é que as investigações sejam concluídas nas próximas semanas.

Compartilhe: