Polícia Civil prende chefe de quadrilha que faturou mais de R$ 1,5 milhão em golpes com cartões

O grupo atuava em diferentes estados e cidades. Somente em Goiânia, já causou prejuízo de aproximadamente R$ 1,5 milhão a pelo menos 40 vítimas, maioria idosos.

Postado em: 20-09-2021 às 10h14
Por: Ícaro Gonçalves
O grupo atuava em diferentes estados e cidades. Somente em Goiânia, já causou prejuízo de aproximadamente R$ 1,5 milhão a pelo menos 40 vítimas, maioria idosos | Foto: Divulgação/ Polícia Civil de Goiás

Policiais Civis da 23ª Delegacia de Polícia de Goiânia deram cumprimento a mandado de prisão preventiva e de busca e apreensão contra o líder de uma organização criminosa especializada em estelionatos praticados contra idosos.

O grupo atuava em diferentes estados e cidades. Somente em Goiânia, já causou prejuízo de aproximadamente R$ 1,5 milhão a pelo menos 40 vítimas.

O líder do grupo, de 35 anos, estava foragido desde dezembro de 2020, mas foi preso na última sexta-feira (17/09) na cidade do Rio de Janeiro, quando a Polícia Civil soube que ele estava na capital fluminense dando aulas de futevôlei na praia do Leme.

Continua após a publicidade

O grupo tinha sede em Rio de Janeiro (RJ) e em Guarujá (SP) e mantinha uma falsa central telefônica de onde realizava ligações a idosos informando sobre a suposta clonagem de seus cartões bancários. As vítimas eram enganadas e acabavam entregando os objetos junto de suas senhas.

O investigado recrutava pessoas para viajarem a Goiânia, onde passavam temporadas recolhendo cartões bancários de idosos.

Veja Também