Delegada negra é barrada em loja e polícia investiga crime de racismo

Uma delegada negra foi barrada por um funcionário em uma loja de roupas em um shopping de Fortaleza, no Ceará. Segundo ela,

Postado em: 20-09-2021 às 14h25
Por: Luan Monteiro
Polícia Civil do Ceará apreendeu equipamentos de filmagem da loja para investigar caso de racismo em Fortaleza | Foto: Reprodução

Uma delegada negra foi barrada por um funcionário em uma loja de roupas em um shopping de Fortaleza, no Ceará. Segundo ela, o funcionário alegou “questões de segurança”. O episódio aconteceu na última terça-feira (14/09) e o caso foi registrado na Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza, que investiga crime de racismo.

De acordo com a Polícia Civil do Ceará (PC-CE), mesmo após a vítima pedir explicações sobre a motivação do impedimento, ela ainda foi impedida de adentrar a loja. Segundo o portal G1, a vítima é a delegada Ana Paula Barroso, diretora adjunta do Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV), da Polícia Civil do Ceará.

Após a denúncia, foram solicitadas imagens de segurança do estabelecimento, mas a loja se recusou a fornecer o material. Com isso, houve uma representação pelo mandado de busca e apreensão junto a justiça.

Continua após a publicidade

Com a autorização do Judiciário, a Polícia Civil cumpriu mandados no estabelecimento na tarde do último domingo (19). Durante o cumprimento, a corporação apreendeu todos os equipamentos de registro de imagens da loja. As investigações estão em curso.

Veja Também