Dia da Árvore: Prefeitura de Goiânia lança plantio de 96 mil espécies na cidade

Objetivo é atingir a marca de 1 milhão de espécies plantadas até o fim da gestão Rogério Cruz

Postado em: 20-09-2021 às 18h54
Por: Maria Paula Borges
Objetivo é atingir a marca de 1 milhão de espécies plantadas até o fim da gestão Rogério Cruz | Foto: Luciano Magalhães Diniz

A Prefeitura de Goiânia lança o programa que visa atingir a marca de 1 milhão de espécies plantadas até o fim da gestão do prefeito Rogério Cruz, nesta terça-feira (21/09), Dia da Árvore. Em ações distintas da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) e da Companhia de Urbanização (Comurg) já serão iniciados os plantios de quase 100 mil espécies na capital.

Segundo o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, o intuito é lembrar a importância da preservação natural “Queremos lembrar, no Dia da Árvore, da importância da preservação do nosso patrimônio natural, mas com uma ação efetiva, que vai perdurar ao longo de todo o ano e com impacto muito positivo sobre a recomposição da arborização da cidade”, afirma.

Iniciativa da AMMA, o Programa de Recomposição da Malha Verde da cidade, prevê o plantio de 46 mil mudas de espécies nativas do Cerrado em áreas verdes que perderam parte da cobertura vegetal, no entorno de nascentes, em locais degradados e às margens de córregos e ribeirões. O lançamento que acontece na terça-feira será as 9 horas na Lagoa Vargem Bonita e serão plantadas 200 árvores dando início às atividades de recuperação da cobertura vegetal da cidade.

Continua após a publicidade

A Comurg promove o plantio e manejo de 50 mil sementes para o paisagismo sustentável nos espaços públicos urbanos. A abertura será feita pelo presidente Alex Gama no Viveiro Nova Esperança, localizado no Setor Santos Dumont, a partir das 14 horas. Antes, às 7 horas, a companhia inicia também o plantio de 200 mudas, sendo 150 unidades na Avenida do Povo, Vila Mutirão, e 50 na Avenida Portugal, no Setor Oeste. Nesta, as espécies são cambui, ipê rosa, pau ferro, sibipiruna, cassia chuva de ouro, balsamo e ipê amarelo. Já na Avenida do Povo, as mudas Cássia de São João, resedá e urucum vão embelezar o espaço.

Segundo Luan Alves, presidente da AMMA, as árvores são fundamentais para amenizar o clima da cidade, evitando a formação de ilhas de calor, e para a qualidade do ar que respiramos. “Além disso, as árvores auxiliam a absorção de água no solo, abastecendo os lençóis freáticos e contribuindo com a regularidade das chuvas”, declara o presidente.

Além disso, Alex Gama, presidente da Comurg, explica que o cultivo é feito em local com bastante luz, que deixa o espaço bonito e sombreado, favorecendo também a drenagem do solo. “Temos intensificado as atividades de arborização e paisagismo, e quando falamos de planejamento urbano, as áreas verdes contribuem para beleza, conforto e até mesmo para a saúde dos moradores”, conta Gama.

Lista de áreas degradadas que serão replantadas pela AMMA

APP Córrego Caveirinha – Setor Nova Esperança: 8.938

Nascente e APP’s do Córrego Cascavel: 17.276

Nascente e APP’s dos Córregos Macambira e Anicuns: 12.834

APP Córrego Água Branca: 290

Recuperação de área brejosa no Setor Goiânia II: 6.844

Recuperação de área de preservação permanente no Parque Atheneu: 270

Veja Também