Saiba o que muda com as novas regras do Pix que entram em vigor nesta segunda-feira (4)

As medidas foram tomadas pelo BC como forma de melhorar a segurança do sistema de pagamentos em meio aos vazamentos de dados e aos crescentes relatos de golpes

Postado em: 04-10-2021 às 08h16
Por: Ícaro Gonçalves
As medidas foram tomadas pelo BC como forma de melhorar a segurança do sistema de pagamentos em meio aos vazamentos de dados e aos crescentes relatos de golpes | Foto: Agência Brasil

Começam a valer a partir desta segunda-feira (04/10) as novas regras de funcionamento do Pix aprovadas pelo Banco Central (BC) em setembro. Entre as principais mudanças está o limite de R$ 1 mil para transferências e pagamentos feitos por pessoas físicas entre as 20h e as 6h.

A restrição também vale para outras formas de pagamento, como transferências via Transferência Eletrônica Disponível (TED) e Documento de Ordem de Crédito (DOC), pagamentos de boletos e compras com cartões de débitos.

As medidas foram tomadas pelo BC como forma de melhorar a segurança do sistema de pagamentos em meio aos vazamentos de dados e aos crescentes relatos de golpes aplicados utilizando a ferramenta.

Continua após a publicidade

Para os clientes que pedirem aumento de limite do Pix por meio dos canais de atendimento eletrônico, os bancos terão a partir de agora o período de 24 a 48 horas para realizarem a mudança. Antes o prazo variava de uma hora a um dia.

Na semana passada, o BC estabeleceu medidas adicionais de segurança para o sistema instantâneo de pagamentos, que entrarão em vigor em 16 de novembro. Uma delas é o bloqueio do recebimento de transferências via Pix a pessoas físicas por até 72 horas, caso haja suspeita de que a conta beneficiada seja usada para fraudes.

Veja Também