Entenda como funciona o novo pagamento com aproximação de cartões de crédito e débito nos coletivos de Goiânia

Postado em: 09-12-2021 às 10h29
Por: Ícaro Gonçalves
A solução tecnológica integra um conjunto de facilidades que vem sendo implementadas no sistema de transporte coletivo na grande Goiânia | Foto: Reprodução

A Prefeitura de Goiânia, a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) e a Rede Mob deram início nesta quinta-feira (9/12) ao novo sistema de compra de passagens do transporte coletivo da capital. Passageiros poderão, a partir de hoje, ingressar nos ônibus e terminais pagando com cartão de crédito ou débito que tenha função de aproximação habilitada.

O sistema funcionará em todos os ônibus da região metropolitana de Goiânia, com cartões das bandeiras MasterCard, Visa e Elo, e será um complemento ao já existente Cartão Fácil. O lançamento oficial da nova função ocorreu na manhã desta quinta (9), no Paço Municipal, com a presença do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), e do presidente da CMTC, Tarcísio Abreu.

Como funciona

O pagamento poderá ser realizado por meios dos validadores operados pela Rede Mob dentro dos coletivos e dos terminais, com a aproximação dos cartões, que não exigirão senha. Já as transações de pagamento são processadas pela Cielo, empresa de tecnologia e serviços líder no segmento de pagamentos eletrônicos na América Latina, por meio da tecnologia NFC (Near Field Communication).

Em entrevista ao jornal O Hoje, o Head de Novos Negócios da Cielo, Gabriel Pavanello, afirmou que os validadores possuem processos que garantem a segurança das transações. “As transações feitas pelos passageiros passam por sistemas criptografados de transferência de dados, o que torna o pagamento 100% seguro”, afirmou.

Ainda segundo Gabriel, a tecnologia que chega agora à Goiânia já é usada em outras capitais do Brasil. “O sistema de pagamentos foi muito bem aceito, por exemplo, no Rio de Janeiro, onde passageiros do metrô e de algumas linhas das balsas fazem seus pagamentos com maior facilidade e agilidade. Em São Paulo, usuários do SPTrans também já dispõe da facilidade. Também estamos implantando o sistema em Curitiba e outras capitais brasileiras”.

Segundo dados da Cielo, somente em 2021 mais de 10 milhões de pagamentos de passagens do metrô do Rio de Janeiro foram feitos usando o sistema de aproximação, que além dos cartões de crédito e débito, também aceitam dispositivos integrados com a tecnologia NFC, como alguns smartphones, smartwatchs e pulseiras.

De acordo com a Prefeitura de Goiânia, a solução tecnológica integra um conjunto de facilidades que vêm sendo implementadas no sistema de transporte público coletivo na grande Goiânia, como a biometria facial destinada aos idosos, deficientes e estudantes, e a recarga de créditos no Cartão Fácil a bordo dos veículos.

Além disso, tramita na Assembleia Legislativo um projeto de lei para reestruturação do transporte coletivo da região metropolitana. A proposta é criar um sistema tarifário mais flexível, com duas tarifas de ônibus na Região Metropolitana, uma para empresas e outra pública, que será subsidiada.

Novas funções, velhos problemas

A tarifa atual para as passagens está em R$ 4,30, valor que pesa no bolso dos moradores da região metropolitana, ainda mais em tempos de inflação crescente. Apesar das novidades tecnológicas nos coletivos e as promessas de modernização, permanece a frustração dos passageiros que diariamente enfrentam ônibus lotados, filas para embarque, e um longo tempo de espera nos pontos de embarque da capital.

Em entrevista à TV Anhanguera, o prefeito Rogério Cruz foi questionado a respeito dos projetos da prefeitura para solucionar os problemas de superlotação e do tempo de espera do transporte coletivo.

“O sistema público do transporte de Goiânia será completamente atualizado através da tecnologia. Estamos trabalhando para que todas os pontos de paradas tenham painéis eletrônicos que informem a linha de transporte e o horário que ela irá passar. Além disso, teremos uma nova modalidade de transporte público em Goiânia, já estamos finalizando o sistema que está em tramitação na Assembleia Legislativa. Usando a tecnologia, o transporte público ficará mais pontual, o que vai amenizar do tempo de espera do passageiro”, afirmou o prefeito em entrevista.

Compartilhe: