Mulher sequestrada há quatro anos é descoberta durante acompanhamento familiar do MPGO

Postado em: 12-12-2021 às 12h00
Por: Fernanda Santos
Ministério Público investigava motivos pelo qual filha da vítima, de dois anos, não possuía registro de identificação | Foto: Ilustrativa

Uma mulher que havia sido sequestrada em 2017, no Mato Grosso do Sul, reencontrou sua família depois de quatro anos, graças a um acompanhamento realizado pelo Ministério Público de Goiás (MPGO), por meio da promotora de Justiça Renata Dantas de Morais e Macedo, da 8ª Promotoria de Rio Verde. A situação da mulher foi descoberta depois que o MP foi acionado, porque a filha dela, de dois anos, não possuía registro de nascimento.

Quando o órgão iniciou a investigação, foi constatado que as duas viviam situação de vulnerabilidade social. Então, foi realizado o registro e a vacinação da criança. Conforme a rede de apoio começou a trabalhar com a família, se deparou com a resistência do marido em passar informações e documentos.

Diante da situação, a promotora ficou desconfiada e iniciou investigações com ajuda do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos em Goiás (Plid) do MPGO e da Área da Infância do MP de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande. Com as informações detectadas foi constatado que o pai da criança havia sequestrado a mulher, que possui deficiência intelectual, em 2017. Após a descoberta, mãe e filha foram encaminhadas para um abrigo, onde receberam acompanhamento médico.

A mulher, que está grávida, foi preparada psicologicamente para reencontrar sua família para que não sofresse forte abalo emocional, considerando que ela pudesse ter desenvolvido síndrome de Estocolmo, quando a vítima se conecta emocionalmente com o sequestrador. Dada a oportunidade, o homem foi preso em flagrante. A mulher e a criança foram entregues aos parentes no Mato Grosso do Sul.

Compartilhe: