Internet reage a condenação de auxiliar que comprou artefato de incêndio na boate Kiss

Postado em: 12-12-2021 às 16h49
Por: Fernanda Santos
Luciano Bonilha, um dos quatro réus no julgamento da boate Kiss | Foto: Juliano Verardi/Imprensa TJ-RS

O julgamento de Luciano Bonilha Leão, um dos réus pelo incêndio da boate Kiss, que deixou 242 mortos e 636 feridos em janeiro de 2013, causou polêmica nas redes sociais. Enquanto alguns internautas consideraram a pena muito dura para o auxiliar da banda Gurizada Fandangueira, outros elogiaram a decisão do tribunal.

No Twitter, um perfil criticou: “Você compra um artefato pirotécnico como roadie da Banda: 18 anos de cana. Você concede alvará de funcionamento e sequer vai pessoalmente averiguar o local: nada acontece”, escreveu.

Para outro usuário da rede social, a responsabilidade pela tragédia deveria recair exclusivamente para os proprietários da boate. “Na minha humilde opinião só os donos da casa deveriam ser responsabilizados, eles tavam [sic] faturando com a casa cheia e sem nenhuma segurança. Responsabilizar músicos de uma banda pela tragédia, achei meio sem nexo, não consigo ver crime na ação deles”, postou.

Já um dos internautas achou acertada a decisão do júri: “Considerando q ele foi co-responsavel [sic] pela morte de 242 pessoas ele é sim um dos piores bandidos do país”, publicou o perfil.

Confira mais algumas reações:

Compartilhe: