Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Estudo aponta que Goiás registrou queda de 95% em número de fugas de unidades prisionais

Em 2021, apenas 19 presos fugiram, sendo que oito foram recapturados por forças de segurança

Postado em: 06-01-2022 às 16h30
Por: Maria Paula Borges
Imagem Ilustrando a Notícia: Estudo aponta que Goiás registrou queda de 95% em número de fugas de unidades prisionais
Em 2021, apenas 19 presos fugiram, sendo que oito foram recapturados por forças de segurança | Foto: reprodução

Um estudo da Gerência de Inteligência e Observatório da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) aponta que Goiás registrou apenas 19 fugas em 2021. Os números atuais representam que a quantidade de fugas das unidades prisionais do Estado diminuiu quase 95% de 2018, quando 354 presos fugiram, para 2021.

Os dados revelam que o índice vem diminuindo com o passar dos anos. Em 2019 e 2020, por exemplo, foram registradas 211 e 69 fugas, respectivamente.

Segundo a DGAP, dos 19 presos que fugiram em 2021, oito foram recapturados pelas forças de segurança, ou seja, mais de 40% voltaram para o sistema penitenciário para cumprir penas. O levantamento apresenta dados desde o início da implantação do observatório do sistema, que aconteceu em 2017.

Continua após a publicidade

De acordo com Josimar Pires, diretor-geral de Administração Penitenciária, a redução no número de fugas está ligada diretamente ao alinhamento dos procedimentos de segurança penitenciária. “O POP [Procedimento Operacional Padrão] foi adotado em 2019 e está padronizando o modo de atuação dos servidores dentro das unidades prisionais. Isso resultou em diminuição das ocorrências negativas, proporcionando mais segurança a todos”, explica.

Além disso, outro fator determinante para a segurança em sistemas prisionais foram os investimentos realizados pelo Governo de Goiás e União nos últimos meses. Foram investidos quase R$ 44,5 milhões. “São muitas ações para aumentar a segurança dentro dos presídios e proporcionar melhores condições de trabalho para nossos servidores. Adquirimos viaturas, portais para detecção de metal, scanners corporais, armamentos, munições, coletes balísticos, algemas, pistolas, entre outros materiais”, destaca Josimar.

A Polícia Penal de Goiás investiu também em procedimentos de inteligência e trabalhado de forma integrada com as forças policiais de Segurança Pública para combate da criminalidade em Goiás.

Veja Também