Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Operação da PC prende envolvidos em furto de gado avaliado em mais de R$ 700 mil

Os animais apreendidos no curso da investigação foram periciados, sendo apontada a remarcação do rebanho.

Postado em: 11-03-2022 às 10h28
Por: Ícaro Gonçalves
Imagem Ilustrando a Notícia: Operação da PC prende envolvidos em furto de gado avaliado em mais de R$ 700 mil
Os animais apreendidos no curso da investigação foram periciados, sendo apontada a remarcação do rebanho | Foto: Divulgação/PCGO/DERC

Em operação que durou de terça (8) a quinta-feira (10/3), a Polícia Civil de Goiás (PCGO) cumpriu quatro mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão contra suspeitos de participarem de furtos a gado nelore em diferentes municípios goianos. A investigação identificou ao menos três vítimas, e a subtração de cerca de 200 cabeças de gado.

A investigação ocorreu por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais (DERCR) nos municípios de Bom Jesus de Goiás, Quirinópolis, Montes Claros (MG) e Monte Alegre de Minas (MG). Segundo a PCGO, o valor estimado dos animais furtados chegava a R$ 700 mil.

A DERCR identificou o envolvimento de pelo menos 6 pessoas, sendo um dos suspeitos chamado Arnaldo José, conhecido na região de Bom Jesus de Goiás como “Arnaldinho”. De acordo com a investigação, Arnaldo, teria montado um esquema de furto de cabeças de gado, emitindo Guias de Trânsito Animal em nome de terceiros, sem o conhecimento destes, e apresentando a marca da vítima como se fosse sua.

Continua após a publicidade

Em outros casos os acusados também borravam a marca das reses subtraídas, sobrepondo outra marca. Na propriedade do suspeito foram apreendidos vários ferros de marcar gado com desenhos diferentes, além de um ferro utilizado para borrar e vasto material de pesca.

Os animais apreendidos no curso da investigação foram periciados, sendo apontado que o rebanho teria de fato sido remarcado. Das 200 cabeças de gado furtadas de uma das vítimas, a polícia já tem o destino de 118 delas.

A operação contou com apoio da 6ª DRP/PCGO e do Batalhão Rural/PMGO.

Veja Também