Revista feminina encontra 14 papelotes de cocaína nas partes íntimas de mulher em Luziânia

Operação realizada pela Genarc chegou à droga durante busca pessoal na suspeita de tráfico de drogas. Casal foi preso em flagrante

Postado em: 25-03-2022 às 17h51
Por: Augusto Diniz
Operação realizada pela Genarc chegou à droga durante busca pessoal na suspeita de tráfico de drogas. Casal foi preso em flagrante | Foto:

Um casal foi preso em flagrante por tráfico de drogas no Parque Santa Fé, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal (DF), na quinta-feira (24/3). Durante a revista feminina, o Grupo de Repressão de Narcóticos (Genarc) da Polícia Civil da cidade encontrou 14 papelotes de cocaína nas partes íntimas da mulher de 40 anos. Ela e o marido, de 53 anos, foram detidos em casa.

De acordo com a força-tarefa, a operação foi deflagrada para combater o tráfico de drogas em Luziânia. O delegado Rony Loureiro afirmou que a investigação confirmou que a residência do casal tinha movimentação típica de ponto de venda de entorpecentes. E equipe da Genarc entrou na casa para acabar com a suposta prática criminosa, mas não encontrou qualquer substância ilícita no local.

Para encontrar a droga, uma policial feminina revistou a mulher. Na busca pessoal, a integrante da força-tarefa encontrou 14 papelotes de cocaína na vagina da suspeita de tráfico de drogas, informou o delegado. A integrante da Polícia Civil teria suspeitado de algo estranho nas partes íntimas da mulher.

Continua após a publicidade

Os dois foram encaminhados à delegacia em Luziânia para lavrar o auto de prisão em flagrante contra o casal. “Houve ainda a representação pela conversão da prisão em preventiva, para que, diante da gravidade do caso, respondam ao processo presos”, afirmou a Polícia Civil.

“Intenso movimento”

De acordo com o delegado, com a prisão do casal, a Genarc desarticulou mais um ponto de venda de drogas ilícitas que tinha “intenso movimento e vinha levando intranquilidade e temor à comunidade local”. “O marido da envolvida já possuía ficha criminal extensa por crimes graves, entre os quais o tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo, mas respondia em liberdade”, informou a polícia.

Veja Também