Morre idoso baleado dentro de farmácia em Goiânia; suspeito é servidor da SMM de Goiânia

O suspeito de efetuar o crime, foi nomeado na semana passada para o cargo comissionado de gerente de sinalização na Secretaria Municipal de Mobilidade de Goiânia

Postado em: 27-06-2022 às 18h19
Por: Rodrigo Melo
O suspeito de efetuar o crime, foi nomeado na semana passada para o cargo comissionado de gerente de sinalização na Secretaria Municipal de Mobilidade de Goiânia | Foto: Reprodução

João do Rosário Leão, de 63 anos, morreu nesta segunda-feira (27/6), após receber pelo menos dois tiros dentro de uma farmácia no Setor Bueno, em Goiânia. Um servidor municipal e namorado de uma das filhas do idoso é o principal suspeito do crime.

Um vídeo de uma câmera de segurança registrou o momento em que um homem.invade uma farmácia e atira contra o idoso, que estava sentado nos fundos do estabelecimento. O suspeito foi inicialmente identificado como sendo Felipe Gabriel Jardim, servidor da Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM) de Goiânia. As imagens mostram que, após o suspeito atirar, Rosário cai ao chão e o homem pula no balcão e continua atirando.

Rosário era policial civil aposentado e chegou a ser levado em uma maca para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), que fica próximo do estabelecimento. O hospital informou que a vítima foi baleada na cabeça e chegou ao local em estado grave. O óbito foi confirmado às 13h03.

Continua após a publicidade

Motivo

No fim de semana, Felipe Gabriel Jardim teria ameaçado matar toda família após uma discussão, relatou uma das filhas da vítima. Ela afirmou que nesta segunda-feira (27), a família registrou boletim de ocorrência por causa das ameaças, o que deve ter revoltado o suspeito.

Testemunhas relataram que ouviram uma mulher gritando, logo em seguida viaturas da Polícia Militar chegaram ao local, mas o suspeito já tinha fugido.

Cargo público

Felipe Gabriel Jardim foi nomeado na semana passada para o cargo comissionado de gerente de sinalização na SMM de Goiânia. Em nota, a pasta lamentou o crime, confirmou a nomeação e informou que ele “será exonerado imediatamente”.

Também em nota, a Polícia Civil disse que a Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH) já instaurou um inquérito e trabalha na elucidação do crime. A corporação apontou que o autor já foi identificado e que diligências estão sendo feitas para localizá-lo. A PC ainda lamentou a morte do policial civil aposentado.

“Neste momento de dor, a Polícia Civil se solidariza com todos os amigos e familiares por esta perda e reitera seu compromisso na investigação e resolução do crime praticado contra o policial”, descreveu a nota.

Veja Também