Com fotos do corpo, Miss Bumbum arrecada dinheiro para comprar caminhão de R$ 1 milhão

Depois de repercutir por suas roupas , um fã a convenceu a produzir vídeos íntimos

Postado em: 19-07-2022 às 10h45
Por: Mariana Fernandes
Depois de repercutir por suas roupas , um fã a convenceu a produzir vídeos íntimos | Foto: Reprodução/ Redes Socias

A Gaúcha Juli Figueiró, conhecida como Miss Bumbum caminhoneira, ficou em terceiro lugar na votação no concurso de beleza que premia o bombum mais bonito do país. Em um bate-papo, a modelo falou que essa não foi sua única conquista, e que falta pouco para conseguir o dinheiro do seu caminhão dos sonhos. 

Juli de 33 anos, ganhou evidência por participar do concurso deste ano, mas já chamava atenção nas redes sociais pelo corpo. Com o concurso e sua interação nas redes, a miss junta dinheiro para realizar a meta de comprar o próprio caminhão. 

“Em breve, se Deus quiser, vou comprar meu caminhão, graças à produção de conteúdo adulto, que muita gente tem preconceito e julga as mulheres que se empoderam e fazem o que bem entendem com seus corpos. Hoje, meu faturamento é dez vezes maior do que a gente fazia só no caminhão. Estou conseguindo ajudar minha família e realizar metas que conseguiria com muito mais tempo”, Juli relatou. 

Continua após a publicidade

O marido da Miss Bumbom também é caminhoneiro. Felipe Larrosa, de 32 anos, diz que Juli chama a atenção por ser uma mulher sexy e se destacar em uma profissão dominado por homens. 

“Quando surgiu a oportunidade de trabalhar com caminhão, minha sogra falou: ‘Juliana, você não vai poder trabalhar com roupa justa e decote. Lá só tem homem’. E eu respondi: ‘não, vou continuar usando as roupas que me fazem sentir bem'”, relembra. 

A musa também comenta que este é seu estilo, e que algumas pessoas entendem e respeitam, mas em outros momentos sente o olhar crítico de pessoas que diminuem o que ela faz. 

De caminhoneira ao sucesso nas redes 

Após se destacar por ser uma ‘’mulher do caminhão’’, a Miss Bumbum pública nas redes, o dia a dia da sua profissão. Depois de repercutir por suas roupas , um fã a convenceu a produzir vídeos íntimos. Juli recebeu apoio do filho de 19 anos, e dos familiares. 

Hoje, a musa trabalha nas plataformas OnlyFans e Privacy. “As pessoas têm curiosidade. Me destaco por mostrar quem eu sou. Trabalho com meu corpo, mas não há falta de respeito. Se estou monetizando, não estou me desvalorizando. Lugar de mulher é onde ela quiser. Vou continuar no caminhão, sim, vão ter que me engolir. E vou continuar com os conteúdos que a galera adora: conteúdo na estrada, exibicionismo e a rotina da estrada. Isso é inédito”, afirma.

Com os vídeos Juli recebe pedidos diferentes e ganha uma grana extra. Logo no começo, a musa  recebeu um pedido inusitado no valor de 2 mil reais, para que lambesse a tampa da privada, mas não aceitou. 

Apesar de não ter realizado esse pedido, ela conta que já fez outros. “Pedem para ver sola dos pés na rodovia, sola dos pés pisando no acelerador, ver fazendo xixi na beira do acostamento. São coisas voltadas pro dia a dia da profissão”, explica.

Veja Também