Mulher é presa suspeita de aplicar golpe em mais de 170 pessoas

A prisão foi feita em Vazante, interior de Minas Gerais. A suspeita teria praticado estelionato em Catalão, Ipameri e Campo Alegre.

Postado em: 29-07-2022 às 09h47
Por: Luan Monteiro
A prisão foi feita em Vazante, interior de Minas Gerais. A suspeita teria praticado estelionato em Catalão, Ipameri e Campo Alegre. | Foto: Reprodução

A Polícia Civil (PC), prendeu na última quinta-feira (28/7) uma mulher, de 26 anos, suspeita de aplicar golpes em mais de 170 pessoas. A prisão foi feita em Vazante, interior de Minas Gerais. A suspeita teria praticado estelionato em Catalão, Ipameri e Campo Alegre.

Segundo as investigações, a suspeita anunciava IPhones nas redes sociais com um valor abaixo do mercado para a venda com recebimento a vista. O perfil utilizado por ela estampava clientes que supostamente haviam comprado e recebido os aparelhos. A mulher também utilizava “digital influencers” para dar credibilidade ao esquema.

Em alguns casos, contratos eram firmados com cláusulas que, no caso de não entrega do aparelho, a vítima, cujo pagamento era feito a vista, receberia o valor pago com um acréscimo de 10%.

Continua após a publicidade

Porém, apesar da grande quantidade vendida, a mercadoria não era entregue aos compradores. Ainda segundo a investigação da PC, o número de vítimas é grande. Um grupo do WhatsApp feito por vítimas conta com mais de 170 participantes. O prejuízo pode chegar a R$ 500 mil.

A mulher foi presa preventivamente e encaminhada a sede da Polícia Civil de Vazante, em Minas Gerais. Ela deve ser transferida para Goiás para ficar a disposição a justiça. Ela pode ser condenada pelo crime de estelionato, cuja pena varia entre 4 e 8 anos de reclusão.

Veja Também