Terça-feira, 07 de fevereiro de 2023

Professor suspeito de vender viagens falsas a vítimas de Goianésia é preso no Espírito Santo

Hyago Santos fugiu de Goianésia após aplicar golpes, mas foi localizado e preso

Postado em: 24-01-2023 às 18h00
Por: Mariana Fernandes
Hyago Santos fugiu de Goianésia após aplicar golpes, mas foi localizado e preso | Foto: Divulgação/Polícia Civil

O professor Hyago Lima Santos, de 27 anos, foi preso suspeito de vender viagens falsas para vítimas de Goianésia e causar um prejuízo de R$ 63 mil. Ele foi localizado e preso em Viana, no Espírito Santo, segundo informações da Polícia Civil. A investigação identificou pelo menos 13 vítimas.

A delegada de Goianésia que investiga o caso, Alanna Duarte, explicou que o professor utilizou a mesma técnica para enganar todas as vítimas. Ele dizia que tinha acesso a pacotes mais baratos porque usava milhas na compra. Emitia um código de reserva e enviava para os compradores. Antes da emissão do boleto, a compra era cancelada.

Os crimes ocorreram no início do mês de novembro de 2022, onde algumas vítimas procuraram a delegacia para registrar o crime de estelionato. A maior parte dos compradores compravam pacotes tanto para o exterior quanto para o Nordeste.

Continua após a publicidade

Bruno chegou a ser preso em 2019, em Goianésia, por vender pacotes de viagens falsos e vender grande quantidade de moeda estrangeira, que nunca foram entregue aos clientes. Ele também é investigado por aplicar golpes desde 2017.

No desenrolar das investigações, a polícia descobriu que Hyago Santos contava com a ajuda de um comparsa, identificado como Bruno Campos de Oliveira, 37 anos, que ainda não foi localizado.

Veja também: Daniel Alves contrata advogado que já defendeu Messi, Barcelona e políticos espanhóis

Veja Também