Terça-feira, 07 de fevereiro de 2023

Janeiro Branco: cuidados com a saúde mental contribuem para o sucesso do tratamento de traumas físicos

Psicólogas alertam sobre a importância de dar atenção às condições psicológicas dos pacientes

Postado em: 25-01-2023 às 10h16
Por: Ícaro Gonçalves
Psicólogas alertam sobre a importância de dar atenção às condições psicológicas dos pacientes |

Estudos promovidos pelo National Institutes of Mental Health (NIH) e a Anxiety and Depression Association of America (ADAA) mostram que experiências ameaçadoras e de risco de morte podem levar ao surgimento de transtornos psicológicos, entre eles o transtorno de estresse pós-traumático (TSPT). De acordo com os estudos, além dos pacientes que sofreram graves traumas físicos ou possuem diagnóstico de doença que ameace a vida, os seus familiares também podem desenvolver o transtorno.

No Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), diariamente centenas de pessoas que sofreram acidentes automotivos, queimaduras ou violência física grave, procuram a unidade de saúde para atendimento, visto que o local é um dos maiores hospitais públicos em urgência e emergência do estado de Goiás.

Para além do atendimento do trauma físico, é importante dar atenção especial às condições psicológicas dos pacientes, para que eles possam aceitar o tratamento da maneira mais favorável possível.

Continua após a publicidade

Leia também: No Janeiro Branco, Governo alerta sobre cuidados com a saúde mental

Ana Thaísa é psicóloga do pronto atendimento do Hugol e segundo ela os pacientes e familiares que chegam à unidade precisam ser acompanhados pelos psicólogos e pela equipe de assistência social. “São inúmeras as situações de urgência e emergência que ocorrem diariamente. Existem casos, como por exemplo os de amputação, onde é importante a avaliação e a intervenção do profissional de psicologia, junto à equipe médica, para que haja a compreensão do paciente quanto à sua situação”, diz a profissional.

Katiane Chagas Pessoa é psicóloga do Centro de Referência de Queimados do Hugol e diariamente atende pessoas que chegam com até 100% do corpo queimado. Segundo ela, o paciente precisa estar bem psicologicamente para evoluir no tratamento. “A queimadura dói muito fisicamente e as sequelas ficam visíveis para toda vida. Muitas vezes os pacientes não se reconhecem no espelho, o que os deixam desnorteados. Isso impacta no relacionamento com a família, os amigos, a vida profissional e a vida social de forma geral”, destaca Katiane.

“Assim, para todos que passam por situações similares, é necessária uma avaliação da complexidade emocional, onde é relatado tudo o que o paciente tem vivido naquele período. Essa avaliação é realizada todos os dias e notamos que, quando há interação familiar, que passa pelo envolvimento e o apoio da família, a evolução do paciente é notória”, afirma a profissional.

Janeiro Branco

O Janeiro Branco é um movimento social dedicado à construção de uma cultura da Saúde Mental na humanidade. Segundo os pensadores do movimento, foi escolhido o primeiro mês do ano, por essa época inspirar as pessoas a fazerem reflexões acerca das suas vidas, das suas relações, dos sentidos que possuem, dos passados que viveram e dos objetivos que desejam alcançar no ano que se inicia.

Hugol

O Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), unidade da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), prioriza o bem-estar físico dos pacientes que por diversas ocasiões necessitam de um atendimento de urgência. O Hugol possui uma equipe com 31 psicólogos e 34 assistentes sociais, que diuturnamente estão à disposição para garantir a integridade mental dos pacientes e familiares.

Veja Também