Associação Médica repudia título de doutor concedido a Lula

Informação foi divulgada por meio de nota. Para AMG, conceder título ao ex-chefe de estado é "agredir a essência da titulação"

Postado em: 19-04-2018 às 15h15
Por: Guilherme Araújo
Informação foi divulgada por meio de nota. Para AMG, conceder título ao ex-chefe de estado é "agredir a essência da titulação"

A Associação Médica Goiana (AMG) anunciou nesta terça-feira (17) por meio de nota que não aceita o uso político da Universidade Federal de Goiás (UFG) diante da aprovação pelo Conselho Diretor de Ciências Sociais para a concessão do títutlo de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Lula. 

Condenado pelos crime de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Continua após a publicidade

De acordo com o documento, “conceder este título ao ex-presidente Lula é agredir a essência desta titulação, pois a conduta do pretenso homenageado não condiz com os atributos fundamentais para seu merecimento que são a boa reputação, virtude, mérito ou ações de serviço”.

A AMG solicitou uma nova avaliação, por parte da Universidade, solicitando que esta “cumpra seu papel educador, social e democrata no âmbito da ética e da justiça”.

Ainda como parte do movimento, a associação realiza nesta quinta-feira (19), convocando a classe universitária, uma discussão para que o título seja barrado.

Veja Também