Goiânia ganha primeiro centro especializado em diabetes

A unidade oferecerá vários serviços, que vai desde o atendimento ambulatorial aos procedimentos de alta complexidade, como a cirurgia metabólica

Postado em: 10-05-2018 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
A unidade oferecerá vários serviços, que vai desde o atendimento ambulatorial aos procedimentos de alta complexidade, como a cirurgia metabólica

O primeiro centro médico especializado em diabetes de Goiás será lançado nesta quinta-feira (10) em Goiânia. A unidade oferecerá vários serviços, que vai desde o atendimento ambulatorial aos procedimentos de alta complexidade, como a cirurgia metabólica. A expectativa é que a o centro clínico funcione em um espaço no Parque Lago das Rosas, enquanto os procedimentos cirúrgicos sejam realizados no Hospital Geral de Goiânia Alberto Rassi (HGG). 

De acordo com o Ministério da Saúde, o número de brasileiros com diabetes aumentou 61,8% entre 2006 e 2016. Em Goiás, no ano de 2015, 1.696 pessoas morreram em decorrência de complicações do problema. Em 2016, 7.241 pacientes foram internados e R$ 3 milhões gastos com tratamento na rede de Saúde. Com isso, é importante que o portador da doença fique atento especialmente com a alimentação, para evitar picos de açúcar no sangue (hiperglicemia), o que pode causar complicações à saúde. 

Continua após a publicidade

A empregada doméstica Margareth Conceição da Silva, de 42 anos, é uma das portadoras da doença e conta que não cuidava da própria saúde até sofrer com visão embaçada, cansaço e vontade excessiva de ir ao banheiro para urinar. Foi preciso parar de trabalhar por um tempo para começar a fazer tratamento e perder peso. “Nunca fui de fazer exercício físico. Costumava ingerir comida forte, fora de hora. Foi assim até passar mal e ter de ir para o hospital. Eu tive começo de infarto também. Depois disso, passei a preocupar mais com o meu bem estar”, afirma. 

Ela é uma das pessoas que poderá receber em breve atendimento no novo centro especializado de diabetes. Margareth diz que tem esperança de retomar sua antiga rotina. “Chega uma hora que não tem jeito, é procurar ajuda. Pretendo melhorar minha saúde. Quero viver uns tempos ainda”, diz. 

A CAPD, idealizado pelo vereador Jorge Kajuru (PRP), será gerido em parceria com o governo estadual, com custeio adquirido por meio de emendas parlamentares com o deputado estadual Lincoln Tejota (Pros), do deputado federal Daniel Vilela (MDB) e do ministro (e deputado federal licenciado) Alexandre Baldy (PP). No evento de quinta-feira, o governador José Eliton (PSDB) assinará a ordem de serviço para a conclusão do centro, além de autorizar novas cirurgias. (Márcio Souza é integrante do programa de estágio do jornal O Hoje, sob supervisão de Naiara Gonçalves) 

Veja Também