“Dia D” para vacinar contra H1N1 é realizado neste fim de semana

Serão disponibilizadas 38 mil doses para os considerados grupos de risco. Os postos funcionam das 08 às 17 horas

Postado em: 12-05-2018 às 08h45
Por: Sheyla Sousa
Serão disponibilizadas 38 mil doses para os considerados grupos de risco. Os postos funcionam das 08 às 17 horas

Será realizado neste sábado o “Dia D” de vacinação contra a influenza H1N1 e H3N2, para os mais vulneráveis que ainda não foram imunizados. Em Goiânia, a prefeitura disponibilizará 54 salas de vacina, quem faz parte dos grupos prioritários deve procurar uma dessas salas na Capital. 

Ainda de acordo com informações do Paço Municipal, serão disponibilizadas 38 mil doses para os considerados grupos de risco, como crianças de seis meses a cinco anos incompletos, gestantes, mulheres no “pós-parto”, idosos, trabalhadores de saúde, professores e pessoas com doenças crônicas e condições clínicas especiais. Os postos funcionam das 08 às 17 horas.

Em Goiânia, 315.820 mil doses já foram aplicadas em quase um mês de campanha, número que corresponde a 83,25% da população considerada de risco. Com a mobilização de sábado, é esperado que a imunização alcance um número maior de pessoas vacinadas até mesmo entre os grupos com menor procura, como gestantes (49,25%), crianças (50,62%) e mulheres no pós-parto (58,50%). Entre as pessoas com maior adesão estão os doentes crônicos (126%), trabalhadores da saúde (101,75%) e idosos (100,58%). 

Continua após a publicidade

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) informou que duas unidades que não ofereciam a vacina contra gripe irão aplicar as doses durante o “Dia D”, o Centro de Saúde do Parque Amazônia e o da Vila Redenção, ambos na região Sul da Capital. “A data é uma oportunidade para aquelas pessoas que não podem procurar um dos postos durante a semana para se imunizar”, explica a superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Flúvia Amorim.

Ainda segundo a superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Flúvia Amorim, a vacina é o meio mais seguro de prevenir as manifestações da grave doença. O principal objetivo da vacina é reduzir as internações, complicações e mortes decorrentes das infecções causadas vírus da influenza, que em Goiás já chegam a 36 casos fatais.  

Veja Também