Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Um ano após explosão com blindado anti-aéreo, helicóptero cai e mata dois militares feridos em Formosa

Tragédia ocorreu em Forte Santa Bárbara, área de treinamento militar em base de Formosa

Postado em: 09-08-2023 às 08h00
Por: Redação
Imagem Ilustrando a Notícia: Um ano após explosão com blindado anti-aéreo, helicóptero cai e mata dois militares feridos em Formosa
Tragédia matou dois militares e deixou outros feridos em Formosa, no interior goiano | Foto: Divulgação

Carol Arantes

Pelo menos dois militares não resistiram aos ferimentos da queda do helicóptero de modelo UH-15 Super Cougar que fazia exercícios de treinamento em uma tradicional área militar em Formosa nesta terça-feira (8), que fica a 240 km, ou a 4 horas de viagem de carro da capital, Goiânia. Lá é conhecido como Forte Santa Bárbara.

De acordo com a equipe do Corpo de Bombeiros, haviam 14 tripulantes no helicóptero. Até o fechamento do jornal, os Bombeiros sustentavam que cinco pessoas ficaram feridas e duas morreram no local.

Continua após a publicidade

A tragédia ocorreu faltando poucos dias para completar um ano de uma explosão em um blindado antiaéreo que deixou oito militares internados após a explosão de munição. Por outro lado,  o Hospital Estadual de Formosa informou, por meio de nota, que recebeu sete vítimas do acidente aéreo da Marinha. De acordo com unidade hospitalar, os pacientes foram estabilizados, sendo que, até o início da noite, seis estavam bem, ou seja, foram liberados e um foi encaminhado para outra unidade hospitalar. 

Em comunicado enviado a jornalistas, a Marinha do Brasil (MB) informou que dois militares foram encaminhados ao Hospital das Forças Armadas e quatro ao Hospital Regional de Formosa.

A Marinha informou ainda que a Comissão de Investigação de Acidente Aeronáutico iniciou os procedimentos para apurar as causas e as circunstâncias do ocorrido.

A aeronave envolvida na tragédia tem grande importância em missões da Marinha por ser associada ao apoio de operações especiais, operações terrestres de caráter naval e atividades como busca e salvamento, além de combate a incêndio e apoio à sociedade brasileira em desastres naturais. Inclusive ela contribuiu para a operação que levou um gerador de uma tonelada para os indígenas Yanomamis. 

Na aeronave havia uma equipe de Comandos Anfíbios (Comanf), elite que faz parte do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil, segundo foi apurado por repórteres do site Metrópoles (DF).

Logo depois da tragédia, o ministro da Defesa José Mucio Monteiro Filho, manifestou-se, também por meio de nota, “tristeza e pesar”. Ele ainda destacou que, “conforme a Força Naval, a Comissão de Investigação de Acidente Aeronáutico já iniciou os procedimentos para apurar as causas e as circunstâncias do ocorrido”. E terminou, prometendo: “O Ministério da Defesa presta as condolências, pela irreparável perda, aos familiares e amigos dos militares, vitimados no cumprimento do dever José Mucio Monteiro Filho”. 

Histórico

A primeira aeronave desse modelo, UH-15 Super Cougar, foi entregue no dia 11 de abril de 2011, na Base Naval do Rio de Janeiro, servindo ao serviço Operacional da Marinha do Brasil e vem desempenhando desde então, grandes serviços de apoio à sociedade, conforme informações da Marinha do Brasil.

Além disso, a aeronave tem sido usada, desde que chegou ao Brasil, para o auxílio ao trabalho do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o transporte de urnas eletrônicas, sobretudo naqueles lugares inacessíveis pelo País.

Em 16 de agosto do ano passado, portanto pouco menos de um ano, oito militares ficaram feridos no mesmo lugar em que houve a queda do helicóptero quando a munição de um blindado antiaéreo Gepard 1A2 explodiu.  

Na ocasião, os homens foram encaminhados ao hospital após uma explosão durante, também, um exercício militar. À época, o Comando Militar do Planalto informou que os oito militares eram, à época, da 11ª Bateria de Antilharia Antiaerea Autopropulsada (11Bia AAAe AP), em Rio Negro (PR).

Segue a nota retorno na íntegra da Marinha:

“A Marinha do Brasil (MB) informa a ocorrência, na tarde desta terça-feira (08/08), de um acidente com uma aeronave UH-15 Super Cougar, pertencente ao 2o Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral, durante exercício operativo realizado na região de Formosa (GO).

Por meio do apoio imediato da Unidade Médica Expedicionária da Marinha, no local, dois militares foram encaminhados ao Hospital das Forças Armadas e quatro ao Hospital Regional de Brasília. Lamentavelmente, dois militares vieram a óbito no momento do acidente.

A MB informa, ainda, que a Comissão de Investigação de Acidente Aeronáutico iniciou os procedimentos para apurar as causas e circunstâncias do ocorrido. A MB está prestando todo o apoio aos militares e familiares envolvidos.”

 Veja a íntegra da nota do ministro da Defesa:

“É com profundo sentimento de tristeza e pesar que, nesta terça-feira (8), por ocasião de um acidente com uma aeronave da Marinha do Brasil, dois militares faleceram durante treinamento na região de Formosa (GO). Conforme a Força Naval, a Comissão de Investigação de Acidente Aeronáutico já iniciou os procedimentos para apurar as causas e as circunstâncias do ocorrido. O Ministério da Defesa presta as condolências, pela irreparável perda, aos familiares e amigos dos militares, vitimados no cumprimento do dever José Mucio Monteiro Filho Ministro de Estado da Defesa.”

Veja Também