Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Médico que acorrentou trabalhador negro é condenado por racismo

O crime ocorreu em 15 de fevereiro de 2022 na Cidade de Goiás, interior do Estado

Postado em: 28-11-2023 às 13h19
Por: Luan Monteiro
Imagem Ilustrando a Notícia: Médico que acorrentou trabalhador negro é condenado por racismo
O crime ocorreu em 15 de fevereiro de 2022 na Cidade de Goiás, interior do Estado. | Foto: Reprodução

O médico Márcio Antônio Souza Júnior foi condenado à prisão pelo crime de racismo. Márcio teria filmado vídeos em que eum homem negro, que trabalhava como caseiro, aparece com as mãos, pés e pescoço acorrentados, simulando o período escravocrata.

O crime ocorreu em 15 de fevereiro de 2022 na Cidade de Goiás, interior do Estado. O inquérito iniciado foi remetido ao Grupo Especializado no Atendimento às Vítimas de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Geacri), de Goiânia.

Nas imagens, o médico mostra o homem preso às correntes e diz: “Aí, ó, falei para ele estudar, mas ele não quer. Então, vai ficar na minha senzala”.

Continua após a publicidade

Além da prisão, o médico terá que pagar R$ 300 mil a título de indenização, por danos morais coletivos, cujo valor será dividido entre a Associação Quilombo Alto Santana e a Associação Mulheres Coralinas.

O homem que aparece no vídeo trabalhava na fazenda do acusado, onde recebia um salário mínimo para fazer serviço pesado. No dia do fato, o médico o achou para mostrar os apetrechos que ficavam na igrejinha da fazenda, quando colocou as correntes em seu pescoço e em suas mãos, e começou a gravar o vídeo pelo celular.

Veja Também