Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Um mês após desaparecimento, polícia monta nova força-tarefa para tentar encontrar Pedro Lucas

Delegado responsável pelo caso explicou que busca é ‘diferenciada’ do que já foi feito. O menino está desaparecido desde o dia 1º de novembro.

Postado em: 01-12-2023 às 17h25
Por: Daisy Rodrigues
Imagem Ilustrando a Notícia: Um mês após desaparecimento, polícia monta nova força-tarefa para tentar encontrar Pedro Lucas
Delegado responsável pelo caso explicou que busca é ‘diferenciada’ do que já foi feito. O menino está desaparecido desde o dia 1º de novembro. | Foto: Reprodução

As polícias Civil e Militar montaram uma nova força-tarefa para encontrar Pedro Lucas, de 9 anos. Nesta sexta-feira (1º), faz um mês que o menino sumiu em Rio Verde, no sudoeste goiano.

“É uma busca de informações em campo, um tanto quanto diferenciada do que a gente fez até agora”, disse o delegado responsável pelo caso, Adelson Candeo.

Adelson informou ao G1 que realizou uma reunião com outro delegado e dois coronéis da PM para traçar os próximos caminhos do caso. Durante a reunião, eles dividiram as tarefas e atribuíram aos policiais.

Continua após a publicidade

O delegado estima que 20 servidores atuem na nova fase das buscas e, para não atrapalhar as buscas e investigações, a polícia não pode divulgar informações sobre as linhas de apuração.

Caso Pedro Lucas

Pedro Lucas desapareceu após levar o irmão mais novo à escola. Câmeras de segurança registraram o menino caminhando, provavelmente, em direção à sua casa.

O delegado considera tanto a hipótese de desaparecimento quanto a de assassinato do menino. A possibilidade de sequestro foi descartada pelas investigações. Adelson conta não ter um registro policial de desaparecimento infantil tão longo, apenas de adulto, em Rio Verde.

“Não existe registro de ocorrência de uma criança desaparecida por tanto tempo, só de adulto tem. É um fato isolado, um fato único”, disse o delegado.

Adelson Candeo, delegado em Rio Verde há 10 anos, disse que chegou a esta conclusão após apurar registros policiais e ouvir moradores antigos.

“É difícil voltar a todos os anos de Rio Verde, mas quem mora aqui há muito tempo não se lembra de um caso parecido”, completou o delegado.

Família do menino

O delegado informou que “Eles colaboraram com a investigação e apresentaram espontaneamente seus telefones, apesar da suspeição de início, nesse momento eles são relativamente afastados da investigação”.

Adelson ainda relata que eles recebem com frequência fotos e informações de locais com supostas pistas do menino. Porém, nenhum dado foi concretizado.  “As investigações elas seguem, mas agora sem o foco no padrasto e a mãe”, disse.

Devido à demora da família em procurar a polícia e registrar a ocorrência, acabou dificultando a investigação. Pedro Lucas desapareceu no dia 1º de novembro e a família registrou 3 dias depois do desaparecimento por medo de perder a guarda dos outros filhos.

Veja Também