Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Quem são os Papais Noéis que fazem a alegria em shoppings da Capital

Apesar dos desafios, muitos Papais Noéis desfrutam de um sentimento profundo para fazer parte de uma tradição

Postado em: 02-12-2023 às 11h30
Por: Matheus Santana
Imagem Ilustrando a Notícia: Quem são os Papais Noéis que fazem a alegria em shoppings da Capital
Período natalino se torna oportunidade de homens que preservam barba branca, estereótipo do Papai Noel, para ganhar um extra | Foto: Divulgação/JVR

Nos corações de muitas crianças, a figura do Papai Noel é um ícone incontestável do espírito natalino. A imagem do velhinho de barba branca, vestido de vermelho e carregando presentes, tem um apelo universal que transcende culturas e gerações. Por trás desse símbolo natalino, existem muitas pessoas que dedicam suas vidas a encarnar essa figura, espalhando alegria e realizando sonhos durante a temporada de Natal.

Para muitos isso é um modo de conseguir uma renda extra, já que muitos shoppings centers utilizam a imagem do bom velhinho para elevar o número das vendas. Devido a isso os shoppings centers fazem um contrato anual com as pessoas que se fantasiam de papai Noel, esse contrato é renovado ano após ano.

Enquanto muitos veem o papel do Papai Noel como uma ocupação temporária, para aqueles que o interpretam, é uma experiência mágica e recompensadora. Seja em shoppings, festas de empresas, eventos comunitários ou até mesmo visitas domiciliares. Empenhados em gerar momentos memoráveis para crianças e adultos, alguns intérpretes do bom velhinho se dedicam a parecer o máximo com o Papai Noel, um exemplo é deixar a barba crescer.  

Continua após a publicidade

Em entrevista ao Jornal O Hoje, Alírio Custódio Pereira, de 74 anos, trabalha como papai há 12 anos, e para ele a melhor forma de entrar no clima, para se fantasiar, é sempre optar por uma aparência mais natural possível. “Todo o meu perfil é original do personagem Papai Noel. A minha barba, invariavelmente, é grande, embora nos primeiros meses do ano eu costumo deixá-la mais curta, às vezes até dentro do normal”, diz Alirio.  “Meu cabelo também eu corto mais curto. A partir de maio, junho, eu vou deixando crescer tudo. E hoje eu estou já pronto e atuando”, conclui o intérprete.

Atualmente Alírio está trabalhando em um Shopping Center, mas ele também trabalha fazendo comerciais. Além do serviço de bom velhinho, segundo ele, seus trabalhos como Papai Noel são sempre agendados um ano antes. “Eu tenho uma agenda muito lotada, esse ano como nos anteriores já tem muitas pessoas agendando trabalho para 2024”, relata Alírio. Despedida a fantasia branca e vermelha, ele volta à rotina como corretor de seguros.

Outra pessoa que também tira o dezembro, e antes até, para vestir-se de Papai Noel é Alexandre Chrysóstomo Peixoto Primo, de 51 anos, que já está nesse ramo há 6 anos. “O trabalho de Papai Noel é muito prazeroso, nós vemos nas crianças esse brilho no olhar, isso é o que me encanta como Noel”, relata Alexandre. 

“Então essa profissão de Noel realmente é uma paixão, e essa criançada que nos alimenta disso, é uma profissão que eu não quero deixar nunca mais”, diz ele.  De acordo com Alexandre, o meio de pagamento muda conforme os eventos, seja ele corporativos ou residencial, no caso do Shopping Center, ele revela que eles o contrataram por um pacote com tempo determinado.  

Alexandre também trabalha como Noel em um shopping center, mas ele costuma participar de eventos beneficentes, fantasiado de bom velhinho. Além de ator no período natalino, ele ganha a vida como baterista e com sonorização de eventos em Brasília, Goiânia e Rio Quente, interior goiano. “A criançada de hoje em dia está muito para frente, isso é muito bacana. Então quando junta essa a profissão de Noel com música, para mim é a melhor combinação que existe”.

Veja Também