Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Prefeitura remove mais de 60 mil placas publicitárias irregulares em 2023

“Quem insiste nesse tipo de publicidade pode receber multa”, diz presidente da Amma

Postado em: 02-12-2023 às 12h00
Por: Redação
Imagem Ilustrando a Notícia: Prefeitura remove mais de 60 mil placas publicitárias irregulares em 2023
De acordo com o presidente da Amma, Luan Alves, os engenhos publicitários irregulares configuram infração ambiental por poluição visual | Foto: AMMA

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), removeu mais de cinco mil faixas de publicidade irregular na cidade. De janeiro a novembro deste ano, foram aplicados 256 autos de infração por engenhos publicitários irregulares. Em 2022, foram 273 autos.

De acordo com o presidente da Amma, Luan Alves, os engenhos publicitários irregulares configuram infração ambiental por poluição visual. “Quem insiste nesse tipo de publicidade pode receber multa. Cada autuação é de R$ 5 mil e o material publicitário irregular é apreendido”, esclarece.

O Código de Posturas de Goiânia, no artigo 139, da Lei Complementar nº 14, de 29 de dezembro de 1992, determina que “é expressamente proibida a publicidade ou propaganda, inclusive as de caráter político e comercial, divulgada ou afixada em postes, árvores nas vias públicas, muros e fachadas”.

Continua após a publicidade

Os servidores da Amma atuam em duas frentes de serviço, uma remove a publicidade irregular e outra, com auditores fiscais, notifica e autua em pontos mais críticos da cidade. “Falta consciência da população para acabar com a poluição visual que é propagada pelos engenhos publicitários irregulares. Esse tipo de publicidade está na contramão das boas práticas de marketing, prejudica a estética da cidade, polui o meio ambiente e ainda atrapalha a visibilidade dos motoristas”, explica a diretora de Fiscalização Ambiental da Amma, Hosana Arantes.

De acordo com o gerente Operacional da Amma, Edilson Machado, os materiais recolhidos são transformados em gradis. A estrutura é utilizada em programas de plantio da Prefeitura de Goiânia para sustentar árvores que são plantadas pela cidade pelo ArborizaGyn e RearborizaGyn.

“Buscamos uma maneira de transformar a poluição visual provocada pelos engenhos em algo benéfico ao meio ambiente. O gradil construído com esse material recolhido nas ruas se torna benéfico para a sustentação das árvores que plantamos”, explica Edilson.

No ArborizaGyn 3.0 cada muda plantada recebeu uma estaca feita com o mesmo material recolhido, se transformando em sustentação para 90 mil mudas de árvores no Jardins do Cerrado 4 neste mês.

Veja Também