Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Jovem suspeito de matar a namorada que estava grávida tem prisão mantida pela Justiça

Namorado que confessou ter matado a namorada, de 16 anos, tem prisão em flagrante convertida em preventiva.

Postado em: 02-12-2023 às 11h50
Por: Daisy Rodrigues
Imagem Ilustrando a Notícia: Jovem suspeito de matar a namorada que estava grávida tem prisão mantida pela Justiça
Namorado que confessou ter matado a namorada de 16 anos, tem prisão em flagrante convertida em preventiva. | Foto: Reprodução

Jules Henrique Sirino Nascimento, de 18 anos, que é acusado de matar a namorada a facadas, na cidade de Alexânia, no entorno do Distrito Federal, teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva, uma vez que, segundo o juiz, “(Há) prova da existência do crime e indícios suficientes de autoria”. Alice Fernandes de Jesus tinha apenas 16 anos e estava grávida.
O caso aconteceu na quarta-feira (29). Segunda a Polícia Militar (PM), policiais faziam um patrulhamento na região do crime quando testemunhas denunciaram um possível crime e que o suspeito teria fugido de bicicleta. Com as características do suspeito e da bicicleta, iniciaram uma varredura e o suspeito foi encontrado na BR-060.

Jules confessou o crime e contou que matou Alice a facadas por não aceitar o término do relacionamento, conforme consta na decisão pela manutenção da prisão, que também confirma que o suspeito confessou que estava fugindo para Brasília.

Alice Fernandes de Jesus, que estava grávida de apenas 5 meses, teria decidido terminar o relacionamento com o acusado.
Uma testemunha, que não quis ser identificada, contou que o pai chegou a levar a filha ao hospital, mas nem ela e nem o bebê resistiram aos ferimentos.

Continua após a publicidade

O juíz ressaltou que conceder liberdade para o suspeito prejudica o meio social que vivemos. Veja abaixo: 

“Cumpre salientar que a liberdade do flagrado atenta contra a ordem pública e repercute de maneira danosa e prejudicial ao meio social em que vivemos. Ademais, o perigo do estado de liberdade do autuado restou demonstrado nos autos. Não se pode olvidar, ainda, que a liberdade do flagrado poderá acarretar risco para a instrução processual, uma vez que, conforme se observa pelas informações constantes nos autos o flagrado evadiu-se do local crime, e no momento da prisão em flagrante, narrou que estava fugindo para Brasília”, afirmou na decisão.

Segundo informações nas redes sociais da família, o velório aconteceu na manhã de sexta-feira (1º).

Veja Também