Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Polícia Civil prende falso corretor de imóveis e apreende carro de luxo

Na casa do homem, foram apreendidos procurações, contratos de compra e venda, escrituras, celulares, cheque e quase R$ 5 mil.

Postado em: 11-12-2023 às 16h34
Por: Daisy Rodrigues
Imagem Ilustrando a Notícia: Polícia Civil prende falso corretor de imóveis e apreende carro de luxo
Na casa do homem, foram apreendidos procurações, contratos de compra e venda, escrituras, celulares, cheques e quase R$ 5 mil. | Foto: Divulgação / Polícia Civil

Um homem, de 39 anos, que se passava por um corretor de imóveis, foi preso suspeito de dar um golpe na venda de dois lotes que não eram dele, em Caldas Novas. De acordo com a Polícia Civil de Goiás (PCGO, os imóveis são avaliados em R$ 1,5 milhão.

O homem foi preso na última sexta-feira (8) e está sendo investigado pelos crimes de estelionato e falsidade documental. Além dele, um possível comparsa está sendo procurado pela polícia e é considerado foragido. Este comparsa seria quem realizava os trâmites cartorários para a venda dos imóveis.

A Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão na casa do suspeito e em endereços vinculados ao nome dele. Documentos de imóveis como procurações, contratos de compra e venda, escrituras, telefones celulares, talões de cheques e quase R$ 5 mil em espécie foram apreendidos. Além disso, dois carros, um Fiat Argo HGT e uma BMW X1 também foram apreendidos pela polícia.

Continua após a publicidade

O suspeito teria conseguido uma procuração falsa que permitia a venda de dois lotes avaliados em R$ 1,5 milhão com grande potencial comercial em Caldas Novas. Com a procuração, ele tentou vender os imóveis por R$ 850 mil, chegando a iniciar o processo cartorário de escrituração.

A dona do imóvel foi identificada e mora nos Estados Unidos. Segunda ela, a última vez que esteve no Brasil foi em 2021. Uma outra mulher ainda não identificada, se passou por ela em um cartório de Brasília, no DF, e conseguiu a procuração por meio de falsidade ideológica.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito já foi indiciado, em 2022, pela prática de um golpe em que usou uma procuração com assinaturas falsificadas para transmitir vários imóveis de um empresário do ramo hoteleiro para ele.

Um comparsa se passou pelo empresário em um cartório de Caldas Novas e teria reconhecido a firma de forma fraudulenta. O comparsa foi preso no início deste ano por ter se passado por outra pessoa, também para realizar atos fraudulentos em um cartório da cidade.

O homem já tem passagens por estelionato, falsificação de documentos, porte ilegal de arma de fogo e outros crimes. Após ser preso, ele foi encaminhado ao presídio local.

Veja Também