Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Projeto de restauração do Museu Zoroastro Artiaga é aprovado pelo Iphan

Com um investimento estimado em R$ 6,5 milhões, a iniciativa visa resgatar as características originais do edifício e melhorar todo sua estrutura

Postado em: 27-01-2024 às 17h10
Por: Tathyane Melo
Imagem Ilustrando a Notícia: Projeto de restauração do Museu Zoroastro Artiaga é aprovado pelo Iphan
Com um investimento estimado em R$ 6,5 milhões, a iniciativa visa resgatar as características originais do edifício e melhorar todo sua estrutura | Foto: Divulgação/ Secult

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) deu o sinal verde para o aguardado projeto de restauração do Museu Zoroastro Artiaga, um ícone arquitetônico localizado na Praça Cívica, coração de Goiânia. Com um investimento estimado em R$ 6,5 milhões, a iniciativa, liderada pelo Governo de Goiás por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult Goiás), visa resgatar as características originais do edifício, realçar seu riquíssimo acervo art déco, promover acessibilidade e segurança estrutural, e ainda desenvolver uma nova proposta museográfica para enriquecer a experiência dos visitantes. 

A secretária de Estado da Cultura, Yara Nunes, destaca o compromisso de requalificar todos os prédios da Praça Cívica: “Estamos fazendo diversas adequações para que o prédio seja acessível a toda a população. Vamos entregar todos os prédios da Praça Cívica requalificados até 2026”.

A expectativa é de que as obras tenham início no primeiro semestre de 2024, após a conclusão do processo licitatório.

Continua após a publicidade

Resgatando a história

O projeto abrangente não apenas recupera as características originais do edifício, construído entre 1942 e 1943 pelo engenheiro polonês Kazimiers Bartoszevsky em estilo art déco, mas também realça as qualidades arquitetônicas que tornaram o Museu Zoroastro Artiaga um símbolo histórico de Goiânia. O prédio, inicialmente destinado ao Departamento de Imprensa e Propaganda, foi convertido em museu em 1946, recebendo o nome de Zoroastro Artiaga, em homenagem ao professor, advogado, geólogo e historiador, que foi seu primeiro diretor.

Tombado como Patrimônio Arquitetônico e Histórico Estadual em 1998 e pelo Iphan em 2004, o Museu Zoroastro Artiaga não é apenas uma estrutura física, mas um testemunho vivo da história da região. O projeto de restauração ressalta o compromisso não apenas com a preservação do patrimônio, mas com a valorização da identidade cultural e histórica de Goiás.

Investimento e objetivos

A obra, que conta com o respaldo da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), vai além da restauração física. Ela engloba intervenções em acessibilidade e segurança estrutural, além de uma revisão na proposta museográfica, visando proporcionar aos visitantes uma imersão aprimorada na história do estado e da cidade de Goiânia. Para viabilizar a reforma, o museu passará por um processo de desinfestação e higienização do acervo, preparando-se para receber novas exposições que irão contar a trajetória da região, desde sua fundação até os dias atuais.

Veja Também