Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Governo de Goiás entrega cartões do Aluguel Social para 644 famílias em Senador Canedo e Aragoiânia

Também foram entregues 82 escrituras para moradores dos bairros Nova Morada, Jardim das Oliveiras, Margarida Procópio, Morada do Morro e Uirapuru

Postado em: 30-01-2024 às 22h00
Por: Vitória Bronzati
Imagem Ilustrando a Notícia: Governo de Goiás entrega cartões do Aluguel Social para 644 famílias em Senador Canedo e Aragoiânia
Eva de Souza Silva, 55 anos, esperava desde 2011 pela escritura definitiva de sua casa | Foto: Edgard Soares

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab) e da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), entregou nesta terça-feira (30/01) 644 cartões do programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social nos municípios de Aragoiânia e Senador Canedo. Em Senador Canedo, 541 famílias receberam o benefício no valor de R$ 350 mensais. Já em Aragoiânia, foram entregues 111 cartões do programa que ajuda as famílias em vulnerabilidade a arcarem com os custos do aluguel.

Durante evento em Senador Canedo, o presidente da Agehab, Alexandre Baldy, destacou a vanguarda nacional dos programas habitacionais do Governo de Goiás. “Somente no Estado de Goiás temos um programa tão amplo quando o assunto é moradia. Estamos entregando sonhos nas mãos das pessoas”, ressaltou. Além da entrega de cartões do Aluguel Social, outras 82 famílias receberam suas escrituras dos bairros Nova Morada, Jardim das Oliveiras, Margarida Procópio, Morada do Morro e Uirapuru. 

A diarista Edivânia Pacífico Oliveira, de 55 anos, vive com um filho especial de 12 anos e todo mês tirava da Bolsa Família para pagar o aluguel. “Caiu do céu. A gente vai ter uma vida melhor agora”, contou. A dona de casa Eva de Souza Silva, 55, mãe de duas filhas adolescentes, esperava desde 2011 pela escritura definitiva de sua casa no Conjunto Morada do Morro. “Vai me dar segurança. A escritura é a comprovação de que a casa é minha de verdade”, afirmou. 

Continua após a publicidade

“O Aluguel Social tem capacidade para atender simultaneamente cerca de 40 mil beneficiários em Goiás. Ao todo, são 18 meses recebendo R$ 350, que devem ser usados exclusivamente para locação de moradia”, explicou Baldy durante entregas em Aragoiânia. Ele lembrou que a Agehab faz um controle rígido para saber como as famílias usam o Aluguel Social. “Se detectada alguma irregularidade a pessoa é notificada e deve corrigir o problema para não perder o benefício”, alertou o presidente.

O secretário da Infraestrutura, Pedro Sales, explicou que o recurso é repassado às famílias por meio de um aplicativo de celular. “É preciso baixar o aplicativo Pra Ter Onde Morar no aparelho celular. Ele funciona como outros bancos digitais, bem simples de ser usado. O recurso é repassado diretamente para a conta do locador”, explicou Pedro Sales. 

A dona de casa Dailane Rocha, de 23 anos, mãe solo de três filhos, disse que o Aluguel Social vai ajudar muito. Ela mora em Aragoiânia e fez a inscrição pelo site da Agehab. Depois enviou todos os documentos que comprovam que ela atende aos critérios para receber o benefício. “Pago aluguel de R$ 650, tenho que pagar merenda para os meninos, já passei por muita dificuldade, mas agora vai ficar mais tranquilo”, analisou.

Veja Também