Quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Brasil conquista medalhas em Olimpíada Internacional de Astronomia, na Hungria

Brasileiros conseguiram três medalhas de bronze e duas menções honrosas. O campeonato aconteceu entre os dias 2 e 10 desse mês

Postado em: 12-08-2019 às 17h18
Por: Leandro de Castro Oliveira
Imagem Ilustrando a Notícia: Brasil conquista medalhas em Olimpíada Internacional de Astronomia, na Hungria
Brasileiros conseguiram três medalhas de bronze e duas menções honrosas. O campeonato aconteceu entre os dias 2 e 10 desse mês

Da Redação

Brasileiros se destacaram no 13º Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (OIAA), que acorreu entre os dias 2 e 10 desse mês, ao todo foram três medalhas de bronze e duas menções honrosas. O evento desse ano aconteceu em Keszthely, na Hungria e contou com 254 alunos de 47 países para a competição.

Na olimpíada foram abordadas três etapas de provas, sendo elas, teóricas, práticas e de análise de dados, este ano bateu número recorde de delegações. As medalhas de bronze foram conquistadas pelos brasileiros Raul Basilides Gomes, 17, de Fortaleza, Luã de Souza Santos, 17 e Giovanna Guirotto, 16, ambos de São Paulo. 

Continua após a publicidade

As menções honrosas foram destinadas para Bruna Junqueira de Almeida e Lucas Shoji, ambos com 16 anos e de São Paulo. Este ano, quem liderou o número de inscrições foram as meninas, selecionadas entre mais de 100 mil participantes da prova de nível 4 da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), de 2018. 

Cerca de 5.300 fizeram as três provas na fase online da seleção. Desses, foram classificados 150 para as provas presenciais e apenas os 30 melhores alunos receberam dois treinamentos classificatórios, a partir daí foram selecionados a equipe para competir internacionalmente. A equipe brasileira passou por mais uma semana de treinamentos com astrônomos de Vinhedo, São Paulo, durante o primeiro semestre desse ano.

Os líderes da delegação brasileira foram os astrônomos Eugênio Reis, do Observatório Nacional e Júlio César Klafke, da Universidade Paulista (Unip). A edição registrou o número recorde de inscrições, ao todo foram 883.811 de 9.957 de escolas públicas e privadas de todo país e Distrito Federal.

 

Veja Também