Site permite que produtores de vídeo se encontrem

Postado em: 15-02-2016 às 00h00
Por: Redação
Objetivo do CenaZERO é facilitar a aquisição de equipamentos para produção audiovisual, facilitando a vida de cineastas e publicitários

Equipamentos de filmagem são muito ca­ros. Conforme a tecnologia avança, eles ficam mais portáteis e mais avançados. Além da ameaça constante de ficar com bugigangas obsoletas nas mãos, outro problema é tentar equilibrar o custo com os benefícios. O preço dos equipamentos acaba sendo um dos maiores problemas para quem quer filmar no Brasil, seja para o cinema, seja para publicidade ou mesmo para o jornalismo.

Mas mesmo se você não está nesse campo, mas têm máquinas e outros objetos sobrando em casa, essa ideia pode te ajudar. Em tempos de crise, nada melhor que encontrar maneiras diferentes de complementar a renda, não é mesmo? E se além de ganhar um dinheiro extra você tiver a chance de participar, de algu­ma forma, de produções de filmes, novelas ou sessões de fotos?

As respostas para estas perguntas são o objetivo para o qual o CenaZERO foi criado. Se trata de um site de aluguel, parecido com tantos outros como Buscapé e Mercado Livre, mas com uma reviravolta interessante. Com uma ideia simples e inovadora a plataforma disponibiliza itens divididos em quatro categorias: imóveis, veículos, objetos e equipamentos. Estes itens são anunciados gratuitamente por pessoas e empresas do país in­teiro, a fim de que produtores e fotógrafos os aluguem e utilizem em produções de filmes, novelas, vídeos, sessões de fotos e eventos.

Casas de campo, apartamentos, carros an­tigos, lanchas, objetos raros, câmeras, lentes e até drones são alguns dos itens que já foram anunciados no CenaZERO. De acordo com Maurício Brenner, fundador do CenaZERO “o objetivo do site é possibilitar que qualquer pessoa ganhe uma grana extra com o que tem em casa. Todos nós temos algo que está guardado, uma relíquia, um objeto diferente, um veículo antigo ou até um espaços bonitos como casas e sítios”.

Ou seja, sabe aquela sua velha Kodak que está pegando poeira? Ou a Kombi que nunca mais saiu da garagem? A chácara que você só aluga duas vezes por ano? Tudo isso pode aca­bar sendo usado em um filme e ainda ren­der algo para você. Para a equipe de produção de filmagens, isso é uma mão na roda: conseguir locações, especialmente, costuma ser um processo infernal.

E pra entrar na brincadeira é tranqüilo. De forma fácil e segura, o usuário cria uma conta no CenaZERO e cadastra um item de acordo com as quatro categorias disponibilizadas. No anúncio, basta descrever o item, inserir fotos, definir o valor da diária e determinar a sua disponibilidade.

A segurança no CenaZERO é levada muito a sério. Além do armazenamento dos dados e do processamento dos pagamentos, um dos destaques é o cuidado com as informações que são publicadas no site. Todos os meios de contato, endereços e outras formas de comunicação com o anunciante só serão visualizados pelo produtor depois que ele efetuar o pa­gamento da reserva do item desejado.

Mas antes de o produtor confirmar a re­ser­va, o anunciante poderá avaliar se confir­ma ou não a reserva solicitada. A plataforma dá a chance para os usuários, tanto anunci­ante como produtor, de trocar mensagens em ambiente controlado e, assim, se conhecerem melhor e também se informar mais sobre o item e a produção que será realizada.

Ao confirmar a solicitação de reserva, o produtor irá efetuar o pagamento, e mesmo que ele faça de forma parcelada no cartão de crédito, o anunciante irá receber o valor da diária que informou no cadastro integralmente, ou seja, sem descontos em um prazo de 15 dias após a última data reservada.

Aí depois disso, tudo resolvido. É só luz, câmera e ação! Além disso, você vai poder falar pra todo mundo depois que deu uma mãozinha para aquele filme. A empresa é do Rio Grande do Sul e possui parceria com três agências de vídeo e um site sobre cine­ma. No próprio site é fácil entrar em contato com o pessoal e tirar suas dúvidas, além de ter acesso aos termos de uso e política de privacidade do site. Eles também aceitam várias formas de pagamento, como PayPal e cartões de crédito.

Navegar pelo catálogo do site é bem intuitivo: além das quatro sessões por tipo de objeto, existe uma divisão por Estados, fa­cilitando na hora de procurar por objetos nas suas imediações. Uma breve busca rendeu vários objetos peculiares, como uma limusine Cadillac branca de 1988, uma debulhadora de milho do início do século XX, uma vitrola embutida em um móvel e até um Super Ninten­do. Ou seja, tem para todos os gostos.

Até o momento desta edição, o único anún­cio de Goiás era para usar uma casa colonial na Cidade de Goiás como locação. Po­rém, entre os imóveis, foi possível encontrar até uma mansão em Búzios (RJ). 

Compartilhe: