Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Mostra da artista goiana Vania Ferro reúne 30 telas em acrílico e técnica mista em Goiânia

As telas, produzidas nos últimos três anos, traduzem as buscas e indagações da renomada artista, que tem mais de 40 anos de carreira

Postado em: 27-11-2023 às 11h30
Por: Letícia Renata
Imagem Ilustrando a Notícia: Mostra da artista goiana Vania Ferro reúne 30 telas em acrílico e técnica mista em Goiânia
As telas, produzidas nos últimos três anos, traduzem as buscas e indagações da renomada artista, que tem mais de 40 anos de carreira | Imagem: Lázaro Neves

A artista destaque em artes plásticas em Goiás, Vania Ferro, abre na próxima quinta-feira (30), a exposição individual de pinturas ‘O Olhar Indagador’, no Espaço de Artes Vania FFF, a partir das 19h30. As telas, produzidas nos últimos três anos, traduzem as buscas e indagações da renomada artista, que tem mais de 40 anos de carreira. A individual, realizada com recursos da Lei Goyazes, reúne 30 telas em acrílico sobre tela e técnica mista e segue aberta até 15 de dezembro, somente por agendamento pelo número (62) 99934-8194.  

A série, em que impera o estilo abstrato, foi produzida a partir do período da pandemia. Para Vania Ferro, a exigência do isolamento permitiu ao artista em geral a possibilidade de estar mais tempo consigo mesmo e de refletir sobre a natureza do próprio trabalho. “Esse ciclo de maior introspecção, que já é característica do fazer artístico, foi uma oportunidade de burilar melhor o que já estava dentro de nós – no contexto do sofrimento e seu potencial de crescimento. E dentro de mim só tem alegria, apesar das fases difíceis pelas quais passamos”, ressalta.

Na coletânea, explica a artista, expressam-se sentimentos aparentemente contraditórios, como a beleza e a dor. “Sabe quando o pôr do sol chega a doer na gente de tanta beleza?”, exemplifica Vania Ferro ao comentar algumas das inspirações das telas da exposição O Olhar Indagador.

Continua após a publicidade

“Esse é o meu  melhor momento, uma das minhas fases mais ricas, das muitas que tive em minha jornada. Confesso que já tive posicionamentos artísticos mais rebeldes. No entanto, há alguns anos passei a me dedicar ao estudo da Filosofia e desde então senti uma mudança sutil, pois ela influencia a forma como nós nos enxergamos e ao mundo”, diz a artista.

Vania Ferro se define como uma artista de estilo ‘contemporâneo ousado’, sempre em busca do novo no conteúdo ou na forma de se expressar. “No entanto, independentemente da fase, meus traços são ágeis, o que dá um rastro bonito, com um resultado mais autêntico”, comenta.

Na exposição, que em sua maioria é composta por obras abstracionistas,  a artista apresenta telas vibrantes e que cativam  o espectador. Porém, ecos do figurativo de outras fases de sua carreira aparecem em alguns momentos, em especial por meio de pinceladas mais gestuais que evocam mãos ou figuras femininas, elementos recorrentes em sua iconografia.  

A exposição ‘O Olhar Indagador’ tem como curador Oscar D’Ambrosio, Pós-Doutor e Doutor em Educação, Arte e História da Cultura, Mestre em Artes Visuais, jornalista e crítico de arte.

Curador da exposição O Olhar Indagador

O estilo abstracionista característico da artista, que se expressa por meio de gestos seguros e fluidos, traz nessa série tonalidades fortes e quentes, como ressalta o curador Oscar D’Ambrosio, Pós-Doutor e Doutor em Educação, Arte e História da Cultura, Mestre em Artes Visuais, jornalista e crítico de arte.

“O gesto pictórico de Vania Ferro traz escritas não reveladas. O seu fazer se diferencia justamente por uma dinâmica caracterizada por movimentos em que as cores quentes predominam na expressão visceral de uma visão interpretativa do mundo regida pelo fazer”, aponta o curador.

Mesmo quando os brancos aparecem, continua D’Ambrosio, eles criam áreas que ‘possibilitam um descanso para o olhar, mas isso não se dá de maneira passiva’.

“Círculos também surgem de diversas maneiras, geralmente imperfeitos. Trata-se de um movimento dos pincéis que cativa o observador em um vórtice, indicando uma visceral construção do trabalho, regida pela expressão de uma produção sempre em busca de renovação”, afirma Oscar D’ Ambrosio.

A artista

Natural de Paraúna, Vania Ferro é graduada em Artes Visuais pela UFG, onde fez Licenciatura em Desenho e Plástica e pós-graduação em Perspectiva Teórica Aplicada. Em sua longa e prolífica trajetória, ela tem se destacado tanto na produção artística própria quanto no papel de ativista e produtora cultural.

Ao todo, Vania Ferro já apresentou mais de 30 exposições individuais e coletivas em espaços relevantes em Goiás, como o Museu de Arte Contemporânea (MAC-GO), o Museu de Arte de Goiânia (MAG), Casa Grande Galeria de Arte e Itaú Galeria, entre outros. Em 1987, logo após o acidente com o Césio-137 em Goiânia, ela participou do programa Perdidos na Noite, apresentado por Fausto Silva. No palco do programa, Vania pintou uma tela ao vivo. Foi um belo e necessário gesto do apresentador, que queria alertar a população sobre o preconceito  e as hostilidades vividas pelos goianos após a tragédia do Césio-13”, recorda-se a artista.

Veja Também