Terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

Natal da Reciclagem

Cooperados realizam ação social no Núcleo Socioambiental Parque Bernardo Élis para conscientizar a população sobre a coleta seletiva, além de promover oficinas ecológicas

Postado em: 08-12-2023 às 10h00
Por: Letícia Renata
Imagem Ilustrando a Notícia: Natal da Reciclagem
O apoio do Mãos Pro Futuro foi essencial para garantir a reciclagem de cerca de 350 toneladas de resíduos todo mês, gerando trabalho e renda para 131 famílias cadastradas nas cooperativas | Foto: Divulgação

Com o intuito de realizar atividades que visam arrecadar materiais recicláveis (papéis, papelão, plásticos, metais, vidros) e orientar sobre a coleta seletiva na região, além de promover o engajamento da comunidade com recreações ecológicas destinadas às famílias e crianças residentes nos bairros Celina Park e Eldorado. Neste sábado (9), os membros das cooperativas de reciclagem ligados à Central Uniforte realizarão uma ação social no Núcleo Socioambiental Parque Bernardo Élis (PUAMA), no Celina Park, entre 9h e 12h. O evento será realizado ao lado de educadores ambientais, ONGs e escolas parceiras. A ação contará também com oficina de pintura ecológica para as crianças, apresentação ‘O Mundo Mágico da Reciclagem’, pipoca e algodão doce para os presentes.

“Nesse momento de confraternização das famílias, queremos mostrar para as pessoas que muitos materiais que são jogados fora podem ajudar a colocar o pão na mesa de muita gente, além de deixar o meio ambiente mais saudável e a cidade mais limpa. Além disso, é o período que muita gente quer desapegar de coisas do passado, dar aquela faxina na gaveta e iniciar o ano com a casa ou a empresa limpa”, afirma Nair Vieira, cooperada e presidente da Central Uniforte.

O ‘Natal da Reciclagem’ é uma realização em parceria entre as cooperativas da Central Uniforte e o Programa Mãos Pro Futuro – criado e coordenado pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) e que conta com a parceria com da Associação Brasileira das Indústrias de Produtos de Higiene, Limpeza e Saneantes (ABIPLA) e Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI).

Continua após a publicidade

União das cooperativas

A iniciativa terá a participação das seis cooperativas associadas na Central Uniforte; COOPREC, COOPERMAS, COOPERFAMI, COOPERRAMA, CARROSSEL e SELETA, responsáveis pela destinação correta de resíduos sólidos, na capital.

Além de promover a conservação ambiental, as cooperativas de materiais recicláveis garantem a inclusão socioprodutiva por meio da coleta seletiva, gerando renda e trabalho para muitas famílias e fomentando a circulação de materiais. “Desde julho de 2022 até o momento, mais de 200 mil moradores da região foram impactados com as ações de sensibilização, fruto da parceria entre o Programa Mãos Pro Futuro e as cooperativas envolvidas. Esse é o momento de repensarmos nossos hábitos e começarmos a ressignificar nossos descartes, transformando o que seria lixo em oportunidades para outras pessoas” destaca Oriana Rey, sócia-diretora da Visões da Terra.

O apoio do Mãos Pro Futuro foi essencial para garantir a reciclagem de cerca de 350 toneladas de resíduos todo mês, gerando trabalho e renda para 131 famílias cadastradas nas cooperativas.

Reciclagem de resíduos 

A coleta seletiva em Goiânia iniciou-se, oficialmente, em 2008. Atualmente, são 711 setores da capital que, em um sistema alternado de coleta, tem como desafio cumprir as metas de redução de recicláveis enviadas para a disposição final, descritas no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Goiânia (PMGIRS 2016). Com isso, pretendem aumentar a adesão da população ao programa de coleta seletiva. Todos os meses, mais de 2,5 mil toneladas de recicláveis, como papel, plástico, papelão, metais e vidros são coletados pela Companhia de Urbanização de Goiânia-COMURG e enviadas às cooperativas parceiras.

Programa Mãos Pro Futuro

O Mãos Pro Futuro foi desenvolvido pela ABIHPEC em 2006 como uma alternativa viável para suas associadas no gerenciamento de resíduos sólidos pós-consumo. O programa nasceu com o propósito de criar oportunidades de trabalho, desenvolver e gerar mais renda àqueles que vivem da reciclagem de resíduos, além de contribuir com o meio ambiente, reduzindo o volume de resíduos que seriam encaminhados para o aterro. 

Em 2009 o programa iniciou a parceria com a Associação Brasileira das Indústrias de Produtos de Higiene, Limpeza e Saneantes (ABIPLA) e em 2014 com a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI).

Veja Também