Terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

Música contemporânea com linhas de rap e R&B

Thiago Jamelão revisita o passado na faixa inédita ‘Sobrevivente’, do EP ‘SÓIS’, compostos por seis faixas, três delas em parceria com Emicida

Postado em: 09-12-2023 às 10h00
Por: Letícia Renata
Imagem Ilustrando a Notícia: Música contemporânea com linhas de rap e R&B
Versão deluxe traz novos ares, com mais elementos e outras atmosferas, sem perder o conceito principal da primeira versão | Foto: Raphael Savelkoul

Com o desejo de lançar uma nova canção e pensando na poesia roupagem, o cantor e compositor goiano, Thiago Jamelão, surgiu com a ideia de trazer uma cara nova para um trabalho que já tinha lançado e que acreditava que poderia ser trabalhado melhor ainda nessa versão atualizada. 

Trabalho originalmente lançado em maio de 2022, o EP ganha, agora, novas roupagens para as suas canções. A versão deluxe do EP ‘SÓIS’, disponível nos aplicativos de streaming de áudio junto com o single ‘Sobrevivente’, traz novos ares, com mais elementos e outras atmosferas, sem perder o conceito principal da primeira versão. 

Será que um dia eu irei conhecer outros lugares? Essa pergunta martelou por muito tempo dentro da cabeça de Jamelão. Hoje, por meio da música, ele não apenas conheceu novos endereços dentro do Brasil, como também cruzou fronteiras. 

Continua após a publicidade

O EP ‘SÓIS’, que na época do seu lançamento foi apresentado para enaltecer a importância de ser sensível e cuidadoso uns com os outros, agora se desdobra em novas versões. É a partir de olhares sobre a valorização das pequenas coisas que cada narrativa é embalada por uma unidade sonora com linhas de rap e de R&B. 

Além do EP ter saído com o selo musical de Emicida – Laboratório Fantasma – as faixas do deluxe ‘Morada’, ‘2000ealgumacoisa’, ‘Beijando’ – são resultado da união dos rappers. A relação dos dois artistas é antiga, cultivada desde antes do álbum AmarElo (2019), quando Thiago fez uma direção vocal e integrou a banda de Emicida. “É de grande generosidade e amizade. Se não fosse por ele (e sempre vou dizer isso, onde eu for) esse EP nem existiria, ele é o amigo que me impulsionou a construir esse trabalho, a dar voz e dizer o que vejo e sinto. Sou grato e abençoado por termos nos encontrado nessa vida!”, diz.

Thiago conversou com o Essência, e explicou que ‘Sobrevivente’ é uma faixa que, a princípio, estaria na tracklist do EP. Mas Thiago Jamelão entendeu que precisava se aprofundar mais nas camadas da música e lapidar a sua mensagem central. Foi daí que surgiu a ideia de trazer um coro para preencher essas lacunas.

“Quando eu era criança, me perguntava se algum dia eu conheceria outro lugar diferente do lugar onde eu nasci e ali estava. E me lembro da primeira vez que sai de Goiânia para tocar na cidade vizinha, lembro da placa escrito ‘Bem vindo a Goiânia’, do verde passando rapidamente aos meus olhos,  as cidades que íamos atravessando… E um dia visitando esse momento em memória eu escrevi ‘Sobrevivente’. A mensagem era simplesmente que de onde eu vinha não limitava o que eu poderia viver, que em meio a tudo que atravessei eu poderia e posso ser gigante. E mesmo sendo um relato pessoal, eu sei que tem muitas pessoas como eu presas ao ‘será? minha condição é essa… posso?’. Somos sobreviventes de muitos acontecimentos em nossas vidas, e reforçando isso no refrão como o mantra a ideia é sobrevivermos e seguirmos em frente, vivendo e viventes”, explica.

Com produção musical assinada por Marcelo Delamare, a música ganhou um videoclipe – dirigido por Karine Reis – que relembra os caminhos que trouxeram Jamelão até o atual momento.

“E sinto que o resultado traz algo para além da sonoridade e estética, porque, quando a minha voz e a do coral se sobrepõem, é como vários  estivessem cantando sobre ser ‘sobrevivente’”, Jamelão complementa. 

Rapper goiano

Nascido em Goiânia, Thiago Jamelão deu os primeiros passos artísticos na adolescência. Mas foi quando se mudou para Brasília que ele começou a pavimentar um percurso mais sólido no meio. Ali, o cantor e compositor integrou o grupo de rap Ataque Beliz e, a partir dessa experiência, internalizou a possibilidade de trilhar uma trajetória-solo. Ao se mudar para São Paulo, iniciou o processo de produção do EP ‘Sóis’, lançado em maio de 2022 pelo Laboratório Fantasma. O trabalho de música brasileira contemporânea com linhas de rap e de R&B lista seis faixas, três delas em parceria com Emicida. 

Veja Também