Vila esbarra na marcação e empata com Crac

Postado em: 12-02-2016 às 00h00
Por: Redação

Edivaldo Barbosa

OVila Nova não aproveitou o fato de jogar no Serra Dourada diante da sua torcida e empatou por 0 a 0 com o Crac, ontem à noite, pela quarta rodada do Campeonato Goiano. Com o resultado, o alvirrubro segue na vice-liderança do Grupo B, agora com 5 pontos. A equipe catalana, também com 5 pontos no Grupo A, ocupa o terceiro lugar.

Depois de fazer um primeiro tempo sem muita ofensividade, o Vila Nova bem que tentou superar a marcação do Crac na etapa final. “A gente queria ter ganhado. Infelizmente, a bola não entrou. Pecamos na finalização”, disse o zagueiro Anderson, reconhecendo que a torcida, que vaiou o time, está certa em cobrar. “A gente pode dar mais”, destacou o defensor. Na segunda-feira, o Vila enfrenta o Itumbiara, no Estádio JK, em Itumbiara. 

O jogo

O Vila Nova encontrou dificuldade na etapa inicial, mesmo com o Crac priorizando apenas a marcação nos primeiros minutos da partida desta quinta-feira. Apesar de ter maior posse de bola no jogo, o alvirrubro tinha dificuldade em chegar ao gol defendido por Gilberto porque Frontini atuava isolado na frente e o time tinha deficiência em trabalhar as jogadas pelos lados do campo.

O Crac, aos poucos, decidiu abandonar o campo de defesa e buscar o gol. Aos 22 minutos, o atacante Dimba cabeceou forte e Edson fez a melhor defesa do jogo, evitando o gol catalano. Apesar da pouca criatividade, sobretudo no meio-campo, o alvirrubro quase abre o placar. Matheus Anderson, aos 29, tentou o drible no goleiro e desperdiçou após ficar frente a frente com  Gilberto. A torcida, a partir daí, passou a vaiar o jogador.

Com a vaia da torcida e o baixo rendimento do atacante, o técnico Márcio Fernandes decidiu substituir, no intervalo, Matheus Anderson por Diego Cardoso. Também sacou Roger e colocou em campo o meia Zotti. O alvirrubro, com as mudanças, até que começou bem o segundo tempo. Contudo, foi perdendo espaço e, com dez minutos, a partida já era equilibrada. Aos 14, Carlos André fez boa jogada, chutou por cima e quase abre o placar para o Crac. O Vila, a partir daí, buscou o gol. Mas se esbarrou no nervosismo e nas falhas de conclusão a gol.

Wendell Lira

O atacante Wendell Lira deixou, na manhã de ontem, a concentração do Vila Nova e foi encaminhado a um hospital de Goiânia após reclamar de fortes cólicas renais. No hospital, o jogador passou por uma baterias de exames e seria operado ainda ontem à noite. O ganhador do Prêmio Puskas da Fifa, com isso, desfalcará o Vila Nova nos próximos jogos pelo Goianão e também na estreia da Copa Verde. 

Compartilhe: