Valeu, professor!

Postado em: 23-02-2016 às 00h00
Por: Redação
Atacante Carlos Eduardo ressalta apoio do técnico Enderson Moreira

felipe bonfim

Com duas assistências anotadas no Campeonato Goiano, o atacante Carlos Eduardo estava ansioso por seu primeiro gol com a camisa do Goiás na temporada. O jogador conseguiu balançar as redes no último sábado e abriu caminho para a vitória alviverde sobre a Anapolina, por 3 a 1.

Titular em cinco das seis rodadas da competição, o garoto comemora a boa fase e espera garantir o seu espaço na equipe até o fim do ano. Para isso, ele conta com o apoio do próprio técnico Enderson Moreira. Carlos exalta o carinho do treinador não só dentro de campo, mas também fora dele, como fundamental para o seu desempenho em 2016.

“Claro que todo jogador procura isso, mas é questão de tempo. Eu fiz uma boa pré-temporada e estou trabalhando muito bem. Espero sim continuar no time. O treinador Enderson é uma pessoa muito boa e me ajuda muito. Quando eu perdi meu avô, ele esteve ao meu lado, me apoiou, me deu força. Espero continuar tendo o carinho e a atenção dele para fazer um bom campeonato”, disse.

Para se manter entre os onze e se destacar não só no torneio Estadual, mas também nas competições nacionais, Carlos Eduardo se inspira em dois ex-companheiros, os atacantes Erik, hoje no Palmeiras, e Bruno Henrique, no Wolfsburg (Alemanha).

“Acho que isso é questão de trabalho. Eu não procuro ser o melhor, mas sim ajudar a equipe. Ainda tenho muito a aprender, sou novo e tenho muito tempo de carreira, mas se eu alcançar o nível deles, seria ótimo”, afirmou.

Mesmo com o aumento na concorrência por posições ofensivas – recém-contratado, o atacante Cléo realizou exames médicos no clube ontem –, o jogador garante que irá brigar para não dar chance aos “concorrentes”. “É mais um para o nosso grupo. Não o vi jogar, mas ouvi que é um bom jogador. Eu vou procurar trabalhar para manter meu espaço”, concluiu.

Liberados

O Tribunal de Justiça Desportiva de Goiás (TJD-GO) julgou e absolveu, na manhã de ontem, o técnico Enderson Moreira e o atacante Raphael Lucas. O treinador foi expulso no clássico contra o Atlético, empate por 2 a 2, no dia 14, enquanto o atacante recebeu cartão vermelho durante a vitória sobre a Anapolina, 1 a 0, dia 6.

Dessa forma, ambos estão liberados para o confronto contra a Aparecidense, amanhã, no Estádio Aníbal Batista. Quem fica fora é o zagueiro Wesley Mattos. O defensor recebeu o terceiro cartão amarelo, está suspenso e deve ser substituído por David Duarte.  

Compartilhe: