Fora do G-4, Goiás enfrenta Vitória precisando vencer; treinador Marcelo Cabo está na corda bamba após três derrotas seguidas

Vencer voltou a ser obrigação, pelo menos para o ambiente esmeraldino voltar a melhorar e assim a equipe poder novamente figurar entre

Postado em: 02-10-2021 às 08h55
Por: Victor Pimenta
Equipe esmeraldina sofreu três derrotas seguidas na competição e vencer significa voltar a ficar entre os quatro melhores | foto: Rosiron Rodrigues / Goiás EC

Vencer voltou a ser obrigação, pelo menos para o ambiente esmeraldino voltar a melhorar e assim a equipe poder novamente figurar entre as quatro melhores equipes da Série B. Para isso, o Goiás precisa vencer o Vitória em partida que acontece neste sábado (1), às 16 horas, no estádio Hailé Pinheiro. Os baianos vivem momento delicado, na zona de rebaixamento.

Goiás

A equipe esmeraldina que chegou a ficar oito pontos do quinto colocado, hoje é o atual quinto colocado devido as últimas atuações que geraram três derrotas consecutivas e deixaram não só a equipe, mas também a permanência do treinador Marcelo Cabo em risco. Para isso, o Goiás precisa vencer a qualquer custo, o Vitória, se quiser retornar ao G-4 da Série B.

Continua após a publicidade

“Assim como os outros jogos eram fundamentais para nós, mas o de amanhã será mais ainda para podermos voltar ao G-4. Sabemos que uma vitória amanhã em casa é bem provável isso acontecer e foi muito bem trabalhada essa semana e o fator psicológico é bastante importante ser trabalhado, porque viemos de uma sequência que não tivemos e acredito que a equipe está forte e fechada com o professor Marcelo para podermos buscar um grande resultado até por termos essa oscilação, mas isso não pode haver dúvidas aqui dentro com o trabalho dele e com os jogadores e é nessa confiança que estamos para amanhã buscarmos um grande resultado”, disse Tadeu.

Para o confronto deste sábado diante do Vitória, o treinador deve fazer algumas mudanças e podendo ainda ter o retorno de volante que estava afastado. Isso porque, Caio Vinicius recebeu o terceiro amarelo na última partida e cumpre suspensão na rodada. O volante Rezende que não atuou no último confronto devido a uma lesão, deve seguir fora, no departamento médico. Com isso, Breno que ficou fora do time afastado deve retornar ao time titular. Fellipe Bastos também deve seguir na equipe. Outra possibilidade é Diego virar volante e assim Luan Dias entra na vaga no meio-campo.

Retorna ao time também o zagueiro David Duarte que desfalcou a equipe na derrota para o Vasco da Gama e reedita dupla com Reynaldo. Matheus Salustiano retorno ao banco. Após melhorar a parte física, o atacante Welliton pode ser uma das surpresas no time titular. O lateral Hugo também retorna ao time titular.

Pendurados no lado esmeraldino estão o lateral-esquerdo Hugo, o meia Diego e o atacante Bruno Mezenga.

Vitória

Em situação crítica na tabela, tendo vinte e seis pontos e sem vencer a cinco partidas, o Vitória está na zona de rebaixamento e precisa ainda mais dos três pontos para se aproximar do primeiro fora do Z-4, com vinte e nove pontos.

Os jogadores do time rubro-negro se reapresentaram na manhã da última quinta-feira (30), e somente o volante Pablo Siles que não treinou com os demais, já que deixou o jogo contra o Botafogo machucado e fez um tratamento para trauma no pé. As atividades contaram com a presença do atacante Fabinho, último reforço contratado pelo clube e que foi regularizado nesta quinta. Ele pode fazer a estreia pela equipe neste sábado, já que Samuel está suspenso e Eron, machucado. (Especial para O Hoje)

Ficha Técnica:

Goiás x Vitória

Data: 1º de outubro de 2021

Horário e local: 16 horas, estádio Hailé Pinheiro, Serrinha

Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA/RJ); assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Lillian da Silva Fernandes Bruno (RJ); quarto árbitro: Breno Vieira Souza (GO).

Goiás: Tadeu; Apodi, David Duarte, Reynaldo, Hugo; Fellipe Bastos, Luan Dias (Breno), Diego, Élvis; Alef Manga, Nicolas. Técnico: Marcelo Cabo.

Vitória: Lucas Arcanjo; Raul Prata, Wallace Reis, Mateus Moraes, Renan Luís; Pablo Siles (Gabriel Bispo), Guilherme Rend, Bruno Oliveira, Roberto; Fabinho (Manoel). Técnico: Wagner Lopes.

Veja Também