Anapolina demite treinador Lucas Oliveira após problemas internos

O treinador Lucas Oliveira durou apenas uma partida sob o comando da Anapolina na disputa da Divisão de Acesso. A diretoria da

Postado em: 04-10-2021 às 20h31
Por: Victor Pimenta
Técnico comandou a Anapolina somente em um jogo, na estreia da competição no último domingo | foto: Dayane Viana / Anapolina

O treinador Lucas Oliveira durou apenas uma partida sob o comando da Anapolina na disputa da Divisão de Acesso. A diretoria da rubra comunicou na tarde desta segunda-feira (4), o desligamento do técnico e o desejou sucesso pela frente.

“A Associação Atlética Anapolina informa que não continuará com Lucas Oliveira à frente do time principal. O clube agradece pelos serviços prestados e deseja sucesso nos próximos desafios”, dizia a nota.

Porém, a história da demissão do treinador não ficou somente no instagram da Anapolina. Minutos depois de comunicado da decisão, Lucas Oliveira veio até suas redes sociais para explicar o porquê de ter sido demitido e relatou alguns fatos que culminaram na saída precoce dele do comando da rubra, deixando claro que a diretoria sabendo da conduta do jogador envolvido na polêmica, escolheu ficar com o atleta, assim, despedindo o comandante. Confira a nota:

Continua após a publicidade

“Venho por meio deste documento informar que, na tarde de hoje, por conta de um embate profissional promovido pelo jogador Marquinhos, fui precocemente demitido do cargo de técnico da Associação Atlética Anapolina. Tal medida foi tomada após problemas internos provocados pelo jogador ao longo das últimas semanas.

No sábado, em nossa preleção às vésperas da estreia na competição, Marquinhos proferiu xingamentos e palavras de desrespeito e baixo escalão a companheiros de grupo, a mim e à comissão técnica após ser informado que, em um primeiro momento, não seria o escolhido a ficar encarregado pelas batidas de pênalti da equipe durante as partidas da Anapolina. Ato amador e que nunca vi em mais de 16 anos de profissão no futebol. Imediatamente após a atitude o mesmo foi cortado da partida, do grupo de atletas e da sequência da competição por mim e por minha comissão técnica e a diretoria da Anapolina informada do ato amador do profissional.

Entretanto, hoje, após termos disputado apenas uma partida oficial na briga pelo acesso à elite do futebol goiano, fui surpreendido por uma reunião com a diretoria da instituição informando que a mesma optaria por manter o determinado profissional no clube e me demitir do comando da equipe, mesmo após pedidos de lideranças do elenco pontuando que determinada atitude prejudicaria a sequência da competição e a honra da instituição.

Vale ressaltar que, durante os 35 dias de pré-temporada, Marcos criou e foi protagonista de muitos episódios negativos confrontando a mim, à minha comissão e todo o grupo de atletas da Anapolina. Tais como brigas em treinamento e jogos-treino e faltar e se atrasar a treinamentos após eventos ingerindo bebidas alcoólicas, registrados pelo mesmo em suas redes sociais, ato inadmissível e incompatível com o tamanho, história e a tradição da Associação Atlética Anapolina no futebol goiano e no futebol nacional”, dizia a nota de Lucas Oliveira.

A Anapolina já volta a campo nesta quarta-feira (6), pela segunda rodada da Divisão de Acesso. Após perder na estreia, o clube recebe no estádio Jonas Duarte, a equipe do Inhumas, às 20h30.

Veja Também