Nicolas cita dificuldades em próximo confronto na Copa do Brasil e afirma: “Cada jogo tem sua história”

O Goiás avançou na Copa do Brasil ao empatar com o Sousa em 1 a 1, na última terça-feira (1). Com o

Postado em: 03-03-2022 às 11h09
Por: Victor Pimenta
Atacante fez o único gol esmeraldino no empate diante do Sousa; o adversário será o Criciúma | foto: Fernando Lima / Goiás EC

O Goiás avançou na Copa do Brasil ao empatar com o Sousa em 1 a 1, na última terça-feira (1). Com o regulamento de o empate dar a classificação para o time melhor ranqueado, o time esmeraldino soube sair na frente e mesmo sofrer o gol dos paraibanos, segurou o resultado para voltar para Goiânia classificados para a segunda fase da competição nacional.

Agora, o Goiás já sabe quem enfrentará na segunda fase. Trata-se do Criciúma, que também ficou no empate fora de casa diante do Nova Iguaçu e avançou. Ainda sem data definida, a equipe esmeraldina sabe que jogará em casa e dessa vez, o empate leva a decisão para as penalidades.

“Cada jogo tem sua história. Sabemos das dificuldades que a Copa do Brasil proporciona por tudo, como logística, viagem, campo, condições e soubemos jogar o jogo muito competitivo, muito difícil, mas soubemos controlar e tivemos a capacidade de ter competência e de conseguir um resultado que nos classificava. O grupo está de parabéns e o próximo jogo sem sombra de dúvidas será mais difícil ainda até pelo nível da equipe adversária. Na próxima partida jogaremos dentro de casa, então, temos certeza que será outro jogo difícil, mas nada que o Goiás já esteja acostumado a jogar. O Goiás está acostumado com decisões e vamos para mais uma decisão”, disse Nicolas.

Continua após a publicidade

O atacante foi autor do único gol esmeraldino no empate em 1 a 1 diante do Sousa. Foi a segunda vez que o Goiás entrou em campo com dois centroavantes, sendo ele e Pedro Raúl, a primeira sob o comando de Bruno Pivetti, novo treinador do clube. Ele falou sobre o que pensa a respeito e acredita que o importante é todos fazerem com que a equipe saia sempre vencedora de campo.

“Isso é uma responsabilidade que cabe ao treinador escolher se a gente pode ou não pode. Acredito que sempre que estivermos dentro de campo, estaremos dando o nosso melhor. Tivemos dois resultados positivos nas duas vezes que iniciamos a partida. Acredito que nessa função, os dois se dedicam ao máximo, se empenham ao máximo e que de alguma maneira a gente quer ajudar o outro. São alternativas e quanto mais tiveram para o professor, no caso o Bruno, estaremos mais amparados e preparados. Quem ganha com tudo isso é a equipe do Goiás”, concluiu o jogador esmeraldino.

A equipe esmeraldina volta a campo agora no próximo sábado (5), quando recebem no estádio Hailé Pinheiro, o Grêmio Anápolis, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Goiano. A partida acontece às 16h30, com transmissão da Eleven Sports.

Confira a coletiva completa do atacante no canal oficial do Goiás Esporte Clube:

Veja Também